Capitulo Especial para o MMM – Vil Metal

Esse domingo fui atacado por um americano, não daqueles que tem tesão pelo petróleo do Iraque e sim por um lanche de procedência duvidosa em um boteco. O resultado foi uma visita de hora em hora ao banheiro que estivesse mais próximo.

Gosto muito de ler e adquiri um vício com isso, não dá para sentar ao trono sem qualquer leitura para matar o tempo. É impossível. Mas naquele domingo eu estava sem meus livros e jornais, estava na casa de minha namorada e só tinha um exemplar da Você S.A. para ler.

Homens em ternos Armani e seu relógios de mil reais, mulheres com vestidos caros e bolsas que valem mais que um carro. Todos com sorrisos estampados nos rostos e poses de “EU POSSO TUDO!”.

Como é sedutor o vil metal! Por um momento me lembrei das minhas antigas ambições a “Diretor de Empresa Multinacional Com Carro Do Ano E Jogador De Golfe De Fim De Semana”, uma vida de doze ou mais horas diárias de trabalho e um batalhão de empregados me chamando de senhor, ou seja, o pacote completo de sonho capital que esse tipo de revista vende e que o mercado de trabalho te obriga a ter.

Não dá para dizer que esse mundo cinza está torto, pois ele nunca foi direito. Como é possível ignorarmos problemas como meio ambiente, convivência pacífica e qualidade de vida para direcionarmos toda a nossa mente a papéis-moeda e ações na bolsa.

Como é possível que uma pessoa morra de fome porque não tinha um pedaço de celulose com bonitos desenhos e um número marcado. Não existe lógica humana neste mercado podre.

Aprenda inglês, conheça computadores, use todos os minutos do seu dia para se manter atualizado e não ficar para trás. Esqueça se você gosta de filosofia, só temos empregos para Engenheiros e Economistas. O resto é delírio. Mas é claro, você pode ser rico e comprar um BMW blindado e todos os seus problemas estarão acabados, as mulheres pularão no seu colo, os homens cairão para você passar sobre eles, o mendigo não conseguirá chegar perto para pedir um troco.

E o resto? Você não vai nem lembrar que o “resto” existe.

Bem vindo ao fim do mundo.

Se você não me conhece, eu sou o Escritor Verde, vivo dentro da mente de um cara de 20 anos, sem dinheiro no bolso e nem amigos importantes, mas nascido em São Paulo. Se quer me conhecer leia os Contos Verdes, minha única forma de expressão.

colocou isso no ar às 14:45

Aqui está um capítulo especial entre as inúmeras aventuras do Escritor Verde num mundo cinza. Quem não conhecia é porque não viu o link perdido ali no lado esquerdo. Agora que você já leu, pode conferir toda a saga clicando aqui! Entre os premiados da promoção “Descubra o Walter Mercado no Blog do Marmota”, ainda faltam os posts do Abóbora e do Mr. Pinguim. Aguardemmm!

André Marmota formou-se jornalismo e ainda estuda o tema na pós-graduação. Mas o que importa é ter saúde, não é mesmo? Quer saber mais?

Leia outros posts em Outros. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (3)

  1. Ki 10! marmota!!!

    Só que em se tratando de Filosofia eu ñ concordei, precisamos ter filosofia de vida ñ empedindo, é claro, de sermos Emgenheiros ou Economistas, mas a Filosofia é fundamental para questionármos sobre esse mundo maluco…

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*