Reações sobre a loira do ônibus

Nessa semana, fiquei como o Cruz Almeida: enquanto normalmente alguns assuntos que considero relevante passam despercebidos, fico sem saber como fui capaz de consegui tantas reações dos visitantes usando apenas uma simpática historinha de vida.

Pois a loira do ônibus e sua respectiva foto ao meu lado provocaram manifestações que me renderam um belo sorriso. Fiquei surpreso, por exemplo, com os comentários do Ian e do Juá, cujas histórias hilárias já viraram lendas entre os amigos – assim que tiver um tempinho, começamos a trabalhar na pedreira! Também arregalei os olhos ao saber que o Allan conhece uma loira parecida. De repente…

Tivemos ainda sugestões para as próximas loiras: puxar assunto tranquilamente (Ju), soltar a clássica “e o Peixão, hein?” (Lello), deixar o endereço do blog com a moça (Desirée), cantarolar a canção romântica da Pitty (Inagaki), carregar um bom livro como pretexto qualquer (Adilson)…

Mesmo fora do blog o assunto rendeu. DilmarX, via ICQ, contou sua história feliz: no caso dele, foi a “loira ao lado” que puxou assunto. Daí foi fácil chegar aos finalmentes – ele garante que, até hoje, a moça o procura. Já o Maurício, aqui da redação, fez questão de me dizer: quando a “loira” dele resolveu se aproximar, esnobou. Disse que esses encontros casuais são “amizades descartáveis”. Cada um na sua.

Por fim, vale o registro do Vincent Vega, que “clareou” a foto da loira e comprovou o que foi dito por aqui. Lá mesmo, o Mr. Pinguim fez uma questão bem pertinente: já pensaram se a loira lê blogs?

“Das duas, uma: ela percebe a sinceridade nos textos do nosso amigo Marmota, vê a solidariedade dos muitos amigos, vê que ele tem tudo pra ser muito gente boa, resolve mandar um e-mail agradecendo o texto e a consideração, marca um encontro e os dois finalmente se conhecem. Ou ela percebe que a loira da foto é ela mesma. Fica revoltadíssima. Conta quantas vezes essa foto foi publicada na internet. Aciona o Marmota na justiça por uso indevido de imagem… Bom, de qualquer forma, nosso amigo vai conhecê-la…”

E a qualquer momento o Alô Marmota comenta mais comentários. Aguarrrdemmm!

André Marmota pode perder um grande amor, um amigo de longa data ou uma oportunidade de trabalho... Mas não perde a piada infame. Quer saber mais?

Leia outros posts em Alô Marmota. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (8)

  1. Situações inusitadas do cotidiano ainda rendem mais repercussão que assuntos sérios. Queria falar mais sobre política e problemas gerais do país, mas isso entedia os leitores. É um dilema blogueiro.

  2. Fui procurar essa tal loira. E constatei que trata-se do “Show da Vizinha”. Que vergonha Marmota!Tanto filme bom por ai e vc escolhe “comédia MTV”! Nem eu fui asssitir isso…

  3. Pelo visto, essa história de clarear foto nem sempre te beneficiou, né André?
    Eh, Brasil!

  4. Marmota,

    O que é do homem o bicho não come. A loira pode não ser blogueira e pode ser jornalista também. Ela pode ir na padaria do seu bairro. Não é questão de acreditar em destino, mas quando tem que ser, é (lembra da Condessa Descalça). Além disso, tem muitas outras loiras no mundo. *sorriso* Você é gente boa e merece uma loira muito legal.
    Beijão, Ju

  5. Agora sim eu vi a propriamente dita!
    Acho que a melhor estratégia mesmo é cutucar o ombro dela e, quando ela olhar, vc dá uma apertadinha na barriga e diz: “Oh”, pfuuuuh!!!
    (Piada Interna Catalogada de nº 11714)

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*