Quantos buscadores alternativos você conhece?

Você já deve saber que, na grande maioria das vezes, o internauta começa sua navegação a partir de uma ferramenta de busca (para delírio dos adeptos de SEO). E em quase todas essas vezes, o sinônimo de “ferramenta de busca” é Google. Tendência irreversível, graças a bilhões de páginas publicadas diariamente – que saudades daquela Internet de várzea, onde o Yaih? era o responsável por catalogar todas as páginas da Internet no Brasil e na América Latina…

Antes da ascensão do Google, nossos favoritos eram bem divididos: Yahoo! e Cadê? eram diretórios eficazes; Lycos e Altavista já usavam robôs para caçar páginas. Com exceção do Yahoo, toda essa turma ficou um pouco para trás, ganhando a companhia do Technorati, que pegou carona no crescimento dos blogs, e da poderosa Microsoft e seu Windows Live Search.

Então as buscas viraram coisa de gente grande, com direito a algumas “experiências”. O Google manteve a simplicidade ao bolar o Searchmash, com sugestões (e avaliações destes) de páginas, imagens, blogs, vídeos e wikipedia na mesma tela. Já a Microsoft lançou mão da Ms. Dewey, versão do Windows Live Search em flash, trazendo a atriz Janina Gavankar interpretando aleatoriamente enquanto você busca.

Kartoo

Nesse duelo de titãs, é possível reinventar a roda e brigar por espaço? Tentativas não faltam. Em uma das mais curiosas, o ChaCha, é possível pedir por ajuda humana em uma janela de chat! Mas enquanto a sonhada “web semântica” vê suas teorias engatinharem, a maioria dos novos buscadores ataca na interface com seu usuário – coisa que o português Kartoo praticamente inaugurou, em julho de 2003. Aliás, o Kartoo bem que merecia uma versão em Ajax, hein?

Snap

Entre todos os sistemas alternativos de busca, o Snap certamente conseguiu mais popularidade. Afinal, a maioria dos blogs instalados no WordPress.com aproveitam sua feature principal: uma prévia do site relacionado. Conhecido não significa bom: a presença dos “snapshots” pioraram a navegação em alguns sites – eu não conheço ninguém que seja fã desse troço. Isso sem falar na lentidão e nos constantes travamentos do snap. No quesito “veja o site antes de clicar”, o mais interessante (mas não menos lento) é o Pagebull – se bem que, logo de cara, ele recomenda banda larga e um monitor grande. Eu curti.

Pagebull

Como é muito difícil lembrar de todas as ferramentas e bancos de dados existentes, talvez o mais interessante entre todos os buscadores alternativos seja o novato Sputtr. A interface, em total conformidade com as tendências “web 2.0”, reúne uma grande possibilidade de opções de uma vez: Google, Yahoo, Live Search, Technorati, Digg, Delicious, Flickr, YouTube…

Sputtr

O assunto é extenso, e uma lista com todas as alternativas seria insana. De qualquer forma, eu me arrisco a perguntar: na sua opinião, faltou algum destaque?

Atualizado em 16/10/2007 – o Alex Primo conhece uma porção. Veja lá.

Comentários em blogs: ainda existem? (10)

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*