O retorno ao Guardião da meia-noite

Resende (RJ) – Os três ou quatro visitantes assíduos deste espaço devem lembrar de um episódio bem interessante, a respeito de um lugar exótico e perdido num canto do globo terrestre: o Guardião da meia-noite. Um bar repleto de motivos ripongas, bebidas caseiras preparadas com ervas aromáticas… Tudo aquilo que, contando, ninguém acredita.

Enfim, dez anos depois, tive a chance de retornar ao binômio Resende/Penedo, adorável região fluminense, ao lado de incríveis testemunhas: Doni, Luciana, Trotta e Claudia, que de quebra nos apresentou sua família. Chance perfeita para retornar ao cenário de uma incrível aventura.

Sala de Justiça
(A Academia das Agulhas negras não se parece
com a Sala de Justiça dos Superamigos?)

Atravessamos o centrinho comercial de Penedo (espécie de Campos do Jordão finlandesa) e seguimos a estradinha rumo à região mais alta da cidade. Aos poucos, o clima ameno dava lugar a um princípio de chuva – que coincidiu com nossa repentina chegada ao bar alternativo mais louco do mundo. Mal encostamos o carro na beira da estrada e o tempo desabou em forma de água.

Fachada do Guardião
(Parece um lugar bonitinho e calmo…
Mas tente ir à noite.)

Não conseguimos ficar mais de cinco minutos ao lado desta verdadeira lenda urbana em forma de boteco. Lamentamos profundamente o pé d´água repentino, além do fato das portas estarem fechadas (provavelmente Madame Min, a proprietária, ainda estava se recuperando da noite anterior). Curiosamente, mal deixamos a região do Guardião e a chuva simplesmente cessou… Coincidência de verão ou algum capricho de ordem mística? Independente da resposta, tudo que restou aos amigos foi um almoço alemão e um sorvete finlandês antes da volta para casa.

Doni e a vaca
(Doni aborda uma nativa, Mimosa: “não é muito diferente
de algumas mulheres que passaram pela minha vida…”)

Comentários em blogs: ainda existem? (7)

  1. Venho comunicar que o senhor será judicialmente notificado nos próximos dias, de processo movido pela Associação das Mulheres Felizes que Passaram Pela Vida do Doni (AMFPPVD)por cometer o crime de afirmar que um blogueiro tão sensível, carinhoso, interessante e sexy teria afirmado tamanho absurdo sobre algumas de nossas associadas. Passar bem!

  2. Essa foto tá muito Super Amigos, ficou muito boa, hahaha! E foi muito legal conhecer Resende/Penedo!

    Mas me passa todas as fotos no Gmail, faz favor, né?

    Abração!

  3. Resende conheci. Penedo não. Bem simpática. A vaquinha era bonitinha. Gostaria de voltar a Visconde de Mauá, onde o cheiro de incenso se confunde com o cheiro de mac…umba!

    Boa noite, André!

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*