Anamnese (ou: eu prefiro um “meme” cabeça)

Sem querer criticar ninguém, até porque a idéia de elaborar uma perguntinha bacana (ou uma série delas) e fazer com que ela se propague sob a forma de textos e links blog afora (as tais correntes ou memes) não é ruim, pelo contrário. O duro é encontrar qualquer babaquice que, na prática, quer dizer simplesmente “indique aí o link de alguns blogs e responde qualquer bobagem, mas é importante citar que o autor da brincadeira é Fulano de tal, para que o pagerank dele pegue o elevador”. Blé.

Pessoalmente, sempre que aparece alguma referência indicando mais um joguinho do gênero, participo sem muitos preconceitos. A ponto dos visitantes mais assíduos questionarem: “Nossa, como conseguiram te fazer participar disso? À base de chicote e pau de arara?”. Enfim, talvez a diferença em relação aos demais fãs das correntes seja a de que este blog é uma espécie de “curva de rio dos memes”: quando param aqui, só vão para frente quando alguém manifesta interesse. Do contrário…

Óbvio que nem sempre é assim. O Rogério Christofoletti propôs cinco perguntas que exigem alguns minutos extras de reflexão. A começar pelo nome: anamnese, nome usado pela medicina para definir a entrevista que busca referências passadas, na intenção de chegar a um diagnóstico mais preciso (coisas como “onde dói?”, “como isso começou?” ou ainda “o que você ficou esfregando aí?”). Não sei exatamente que tipo de doença ele esperava encontrar em “blogs-pacientes” afora, mas como sua proposta chegou aqui graças a mestra Laura Storch, vamos ao que interessa: o meme-cabeça da vez.

1. Quem já fez a sua cabeça?
Essa é pra que muita gente fique totalmente decepcionada: entre livros infanto-juvenis, alguns autores consagrados (especialmente na área de comunicação) e outros pensadores considerados indispensáveis, minha cabeça foi moldada essencialmente pela cultura pop despejada através da maquininha de fazer doido posicionada no meio da sala. Assim, não dá para citar Maquiavel, Machado de Assis e Manuel Castells e deixar para trás Ferris Bueller, Roberto Gomes Bolaños e Pica-Pau.

2. Quem corta os seus cabelos?
Puxa, não sei mais. Seu João era meu cabeleireiro há muitos anos. Já estava velhinho, e vez ou outra até tremia as mãos (vai ver por isso minhas madeixas não eram lá muito simétricas). Sempre que passava por lá, Seu João ouvia alguém contar que “o amigo do fulano havia falecido”. A resposta era a mesma: “ah, mas esse é o destino de todos nós, né?”. No final do ano passado, Seu João finalmente conheceu o destino dele. Certamente o filho dele, que também corta cabelos, vai seguir com o negócio.

3. Quem te enche os olhos?

Normalmente, crianças arteiras e faceiras. Peço licença da Laura para usar um exemplo de seu próprio blog:

4. Quem enche o seu saco?
Ah, por mais paciente que eu seja no dia-a-dia, eu consigo ter em mãos uma lista é interminável. A medalha de ouro já ficou mais de 20 minutos, sem respirar, despejando toda sorte de reclamações e desabafos de ordem profissional (sendo que eu jamais teria condições de resolver nada). Para não me alongar, duas definições que se encaixam no perfil: pessoas que acreditam saber tudo, ou pessoas que não sabem absolutamente nada.

5. Quem não sai da sua cabeça?
Meus pais e meu irmão, sempre.

Como de praxe, sem essa de “cinco indicações”. Ficou com vontade? Faça como o Gilson, ou a Helena, ou a Mara, ou o Sérgio: avise que eu ponho o link aqui.

André Marmota pode perder um grande amor, um amigo de longa data ou uma oportunidade de trabalho... Mas não perde a piada infame. Quer saber mais?

Leia outros posts em Faça fazendo. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (12)

  1. Cara, perguntinhas que realmente fazem pensar. Como estou sem tempo para pensar em absolutamente nada além do trabalho (o bicho tá pegando aqui), assim que puder respirar eu juro que coloco a caxola pra funcionar lá no Tock’s!

  2. Vi anamnese ontem na bio do Steve Woniak sem o qual não haveria w.w.w. (sério) ou Doom (dispenso). Ele teve um acidente de avião muito grave e teve esse lance. Pode conferir na wikipedia. Fui ver se o Steve Jobs are judeu porque ele vende até praia debaixo do Viaduto do Chá. Seu pai é sírio, a mãe pode ser judia e foi adotado pelo Jobs. Se eu não estivesse tão cheia de coisas pra fazer até participaria, André. Mas ainda tenh oque escrever sobre os fiéis da Apple.

  3. Gostei de você ter reconhecido Curtindo a vida adoidado e Chaves como influências.As pessoas as vezes querem ignorar, principalmente quando escrevem, o tempo presente.
    Seria uma honra para mim participar deste meme.

  4. Ei André!
    Legal esse meme. Respondi no meu blog. Aqui no MMM as coisas continuam legais, como sempre. E não, eu não vou me contaminar pelo BBB. Sucesso.

  5. André!

    Tinha visto pelo feed, mas nada tinha ocorrido, que pudesse ser legal para transmitir.
    Agora, acho que tenho algo legal e vou escrever.
    Quando publicar, aviso você.

  6. Anamnese(…)O Marmota respondeu a um meme , e convidou quem tivesse interesse em participar.Um meme,coloquialmente falando, se refere as idéias transmitidas de pessoa para pessoa.Na blogosfera(…)

  7. Anamnese: o meme cabeça

    Fui convidado pelo Gilson Lorenti para participar do meme sobre anamnese, criado pelo Rogério Christofoletti.
    De acordo com o Marmota, participar de um meme sem graça é até desestimulante, mas quando aparece um interessante, ficamos mais animados…

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*