Vou me atrasar, segue a prova

Sempre achei ridícula a idéia de ter um celular com câmera. Nunca pensei que as imagens de péssima qualidade geradas por um troço útil apenas para se comunicar com alguém seria útil para alguma coisa. Até que, pela primeira vez depois de mudar meu aparelho, descobri um excelente uso:

Avisar o chefe, em tempo real, as razões pelas quais o atraso é inevitável.

Sei que não tenho a menor razão para reclamar: não estou no Líbano, nem em Israel. Mas dêem um desconto, fazia tempo que eu não dizia “como eu odeio São Paulo”.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*