Vai, Rubinho, parte 3. Ou seria Vai Massa, finalmente?

Salvador (BA) – Confesso que não vi nada. Nem treino de classificação, muito menos a prova (segundo nosso colega Solon Brochado, não perdi muita coisa. De qualquer forma, pelo que vi durante a semana, com o desempenho da Ferrari (especialmente do brasileiro Felipe Massa), só uma tremenda bobagem tiraria a vitória da escuderia italiana no Bahrein.

Logo na manhã de sábado, uma surpresa: Kubitza conquistou sua primeira pole-position na carreira, o que rendeu um cumprimento do brasileiro. Se bem que a maior saudação recebida pelo polonês foi na largada: Massa deu-lhe um chega-pra-lá e, ao contrário das primeiras etapas, não fez lambança nem deu azar. Liderou de ponta a ponta, garantindo seus primeiros dez pontos.

Ao seu lado no pódio estava seu companheiro de equipe, o campeão Kimi Raikkonen – que somou pontos preciosos para seguir firme na liderança do Mundial. Quem apostou em Hamilton deve ter se desesperado ao vê-lo atropelando a Renault de Alonso, ápice de um domingo desastroso.

Tranquilo, Massa diz que “agora vai”. Vamos ver. Ao menos desta vez, algum brazuca chegou entre os oito primeiros, já que Nelsinho ainda está pegando experiência. Já Rubinho, mesmo em péssimo-primeiro, tirou leite de pedra novamente: completou três corridas e ainda conseguiu elogiar o carro!

Enfim, o que é mais fácil acontecer: Massa campeão, Nelsinho marcando pontos, Rubinho melhorar consideravelmente ou Max Mosley admitir que participou da festinha com as moças pagas e deixar a presidência da FIA?

(Para acompanhar e entender de verdade o mundo do automobilismo, leia a Bárbara Franzin, o Ivan Capelli, o Livio Oricchio, o Fábio Seixas e o Flávio Gomes).

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Esporte Esportivo. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (4)

  1. Não sei se é minha “brasileirice”, mas ainda acredito no Massa.

    Ele me convenceu nesta corrida. Mostrou que os resultados anteriores eram puro azar mesmo.

  2. Hahahaha… Por incrível que pareça, acho que o mais fácil é o Max Mosley renunciar. E olha que isso nem é lá tão fácil, né?

    :)

  3. Ver um brasileiro campeão este ano… consigo crer não!!!!

    Vamos ver como o Massa vai se sair na Espanha…

    Beijos

  4. Sim, tô super atrasada em comentar por aqui e dizer que agradeço por todos os links ao Velocidade. =D

    Mas tenho algumas considerações ao post: o Massa só passou o Kubica pq ele dormiu na largada. Aí foi fácil vencer. Enfim, mudando de assunto, acho mais fácil ainda o Mosley renunciar do que qq das outras coisas acontecer.

    E que telespectador de corrida é esse que não vê nada? Bora mudar isso djá!

    Bjs

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*