Uma sequência de dias perfeitos

Nos próximos dias, minha ausência neste espaço (que já era grande) será um pouco maior: reservei algumas semanas de 2009 para esfriar a cabeça numa praia qualquer, além de concatenar minhas idéias e tarefas com a agenda. Se para os três ou quatro visitantes assíduos de sempre já é desolador encontrar apenas algumas palavrinhas por semana, imagine agora…

Por essa razão acionei um recurso que costuma reservar excelentes surpresas. Nos próximos dias, você vai encontrar aqui uma série de textos preparados especialmente por colaboradores especiais. Amigos que tomarão conta do blog durante alguns dias, trazendo idéias e comentários diferentes do trivial – e que dificilmente seriam encontradas aqui. A patota de sempre já batizou este período sabático de “calhau de verão”, mas até pela sensação de reunir tanta gente ao mesmo tempo, a expressão colônia de férias cai como uma luva.

Para entrar nesta brincadeira, os convidados foram desafiados a cumprir um único pré-requisito. Inspirado no livrinho “The Perfect Day”, onde os viajantes do guia Lonely Planet descrevem como seria um dia inesquecível em 100 cidades do globo terrrestre, cada participante ficou com a missão de contar uma história a respeito de um dia perfeito.

Diante dessa proposta, você verá tanto roteiros turísticos envolvendo algum cantinho do planeta, quanto uma aventura metafísica em algum lugar abstrato de sua mente borbulhante. Sendo assim, faça suas malas junto comigo, aproveite cada um dos dias perfeitos que virão a seguir e até a volta!

Comentários em blogs: ainda existem? (7)

  1. Eu já sabia que a audiencia na internet diminuia bastante nas férias, pelo jeito, os posts também, hehehehe, mas, afinal, é isso que faz a qualidade de conteúdo, cuca fresca.
    Muita Paz!

  2. Gente… É muita folga pra uma pessoa só! :D
    Aproveite as férias, e continuemos com nossos dias perfeitos por aqui.
    Bjo
    Ana Letícia
    mineirasuai.blogspot.com

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*