Sobre rankings, mapas e afins

O André Dahmer é um gênio. Elaborou um mapa a partir dos seus próprios critérios, contendo omissões, erros e polêmicas “para alimentar brigas por coisas pequenas”. Na mesma linha, daqui a pouco alguem inventa o diagrama da blogosfera em alusão ao metrô de Tóquio.

Sem querer, a Cynara e o Edney fizeram o mesmo, mas não diretamente: ambos tiveram um trabalho exaustivo para elaborar rankings dos blogs mais populares. Cada um usou seu próprio critério, mostrando suas características subjetivas.

Nos dois casos, choveram reclamações, algumas até justas – afinal, qualquer reconhecimento é muito legal, e ir atrás disso é louvável. Agora, tanto aqueles que simplesmente dizem “chupa, meu ego coube no mapa e em todos os rankings!” quanto o “ei, como é que o meu blog não está aí?” corroboram a existência de verdadeiras estrelas.

É deprimente abrir a “falsa democracia” do Dahmer, esbarrar em tanta gente louca para se tornar “importante” e, ao mesmo tempo, constatar o nível dessa “inteligência coletiva”: algum desses gênios sequer viu que este está na mesma “ilha” do Interney Blogs e tascou o endereço antigo (aquele onde diz “atualize-se”). Isso não me surpreende: até quem carrega a obrigação de checar informações antes de publicá-las está mais preocupado com a “influência” que exerce do que com aquilo que leu (aliás, que não leu).

O Walmar Andrade foi muito feliz ao resumir a importância destas listas: são mais úteis para fornecer dados relevantes do que para criar concorrência. “Somos todos um e há abundância para todos”, diz. Vou mais longe: trocaria meu território no mapa ou qualquer posição em rankings por mais visitantes interessados em compartilhar idéias e crescer ao invés de simplesmente aparecer. Somos todos um e há conhecimento para todos.

André Marmota acredita em um futuro com blogs atualizados, livros impressos, videolocadoras, amores sinceros, entre outros anacronismos. Quer saber mais?

Leia outros posts em Bloguiado. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (6)

  1. Só não digo que puxo um berro porque me prenderiam. Estes papos internos estão saturando-me. Pense (pensar enlouquece) assim: quantos leitores você precisa para ser feliz?

    Sei que era feliz com 5, depois dez.Gostaria de ser conhecida pela minha redação e não por barracos. Afinal, já fui arquiteta e deixei a profissão.

    Você entende meu ponto de vista? Percebi isto agora no evidente desejo de certos blogs de atrair galera com notícias bobas(para mim.)

    Sabe quem é o Ron Paul? Um milionário texano que finge ser revolucionário dentro do G.O.P. Papo de vamos abolir o Estado.(Não o Estadão) Aqui nos EUA as pessoas acham isso o máximo (jovens saudáveis que moram com os pais, exemplo) Ele está até hoje no #10 + do technorati, não tem chance e eu vou escrever sobre um pilantra? Escrevi e vieram protestar e acabou. Quero fazer o que quero. Dentro do razoável.

    Bom dia, André?

  2. Já pensei em vender minha alma ao Diabo para que meu blog seja famoso, que eu apareça em mapas e rankings, como vocês. Mas tive a mesma dificuldade do Veríssimo: Não consegui encontrar o Capeta. Enfim, não é a toa que tu e o Inagaki são meus gurús espirituais no ramo da bloguística. Vocês merecem, porra. ehehhe

  3. Não querendo alimentar ainda mais a criação de rankings e disputas… mas… queria ver uma lista que levasse em conta a quantidade e a qualidade de comentários e trackbacks em cada post – em suma, a capacidade de um blog de gerar conversações. Aí sim seria interessante :) Só a quantidade de visitações e links não quer dizer muita coisa…

  4. Sou tão ligado nessas coisas que nem tava sabendo desse babado, hehehehe. A única coisa que me preocupa é minha quantidade de comentários. E que eles sejam inteligentes o suficiente para dar inicio a um bom debate. O resto é confete.

  5. Marmota, meu filho…
    tenho intuição … sempre , desde o meuprimeiro contato com vc senti que além de ter um humor nota dez, ( o que é um requisito fundamental para homem=interessante), vc é inteligente é profissional pra cacete!
    vc esta coberto de razão…achei esse mapa e a reescrita dele pela Tina, otimo, e debochado, se quer saber…
    inteligente e aguçado…
    hoje eu pergunto: tu blogas pq?

    marmota, pra mim, vc é 10. sou fã de carterinha pelo que vc escreve… bjão

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*