Sobre rankings, mapas e afins

O André Dahmer é um gênio. Elaborou um mapa a partir dos seus próprios critérios, contendo omissões, erros e polêmicas “para alimentar brigas por coisas pequenas”. Na mesma linha, daqui a pouco alguem inventa o diagrama da blogosfera em alusão ao metrô de Tóquio.

Sem querer, a Cynara e o Edney fizeram o mesmo, mas não diretamente: ambos tiveram um trabalho exaustivo para elaborar rankings dos blogs mais populares. Cada um usou seu próprio critério, mostrando suas características subjetivas.

Nos dois casos, choveram reclamações, algumas até justas – afinal, qualquer reconhecimento é muito legal, e ir atrás disso é louvável. Agora, tanto aqueles que simplesmente dizem “chupa, meu ego coube no mapa e em todos os rankings!” quanto o “ei, como é que o meu blog não está aí?” corroboram a existência de verdadeiras estrelas.

É deprimente abrir a “falsa democracia” do Dahmer, esbarrar em tanta gente louca para se tornar “importante” e, ao mesmo tempo, constatar o nível dessa “inteligência coletiva”: algum desses gênios sequer viu que este está na mesma “ilha” do Interney Blogs e tascou o endereço antigo (aquele onde diz “atualize-se”). Isso não me surpreende: até quem carrega a obrigação de checar informações antes de publicá-las está mais preocupado com a “influência” que exerce do que com aquilo que leu (aliás, que não leu).

O Walmar Andrade foi muito feliz ao resumir a importância destas listas: são mais úteis para fornecer dados relevantes do que para criar concorrência. “Somos todos um e há abundância para todos”, diz. Vou mais longe: trocaria meu território no mapa ou qualquer posição em rankings por mais visitantes interessados em compartilhar idéias e crescer ao invés de simplesmente aparecer. Somos todos um e há conhecimento para todos.

André Marmota pode perder um grande amor, um amigo de longa data ou uma oportunidade de trabalho... Mas não perde a piada infame. Quer saber mais?

Leia outros posts em Bloguiado. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (6)

  1. Só não digo que puxo um berro porque me prenderiam. Estes papos internos estão saturando-me. Pense (pensar enlouquece) assim: quantos leitores você precisa para ser feliz?

    Sei que era feliz com 5, depois dez.Gostaria de ser conhecida pela minha redação e não por barracos. Afinal, já fui arquiteta e deixei a profissão.

    Você entende meu ponto de vista? Percebi isto agora no evidente desejo de certos blogs de atrair galera com notícias bobas(para mim.)

    Sabe quem é o Ron Paul? Um milionário texano que finge ser revolucionário dentro do G.O.P. Papo de vamos abolir o Estado.(Não o Estadão) Aqui nos EUA as pessoas acham isso o máximo (jovens saudáveis que moram com os pais, exemplo) Ele está até hoje no #10 + do technorati, não tem chance e eu vou escrever sobre um pilantra? Escrevi e vieram protestar e acabou. Quero fazer o que quero. Dentro do razoável.

    Bom dia, André?

  2. Já pensei em vender minha alma ao Diabo para que meu blog seja famoso, que eu apareça em mapas e rankings, como vocês. Mas tive a mesma dificuldade do Veríssimo: Não consegui encontrar o Capeta. Enfim, não é a toa que tu e o Inagaki são meus gurús espirituais no ramo da bloguística. Vocês merecem, porra. ehehhe

  3. Não querendo alimentar ainda mais a criação de rankings e disputas… mas… queria ver uma lista que levasse em conta a quantidade e a qualidade de comentários e trackbacks em cada post – em suma, a capacidade de um blog de gerar conversações. Aí sim seria interessante :) Só a quantidade de visitações e links não quer dizer muita coisa…

  4. Sou tão ligado nessas coisas que nem tava sabendo desse babado, hehehehe. A única coisa que me preocupa é minha quantidade de comentários. E que eles sejam inteligentes o suficiente para dar inicio a um bom debate. O resto é confete.

  5. Marmota, meu filho…
    tenho intuição … sempre , desde o meuprimeiro contato com vc senti que além de ter um humor nota dez, ( o que é um requisito fundamental para homem=interessante), vc é inteligente é profissional pra cacete!
    vc esta coberto de razão…achei esse mapa e a reescrita dele pela Tina, otimo, e debochado, se quer saber…
    inteligente e aguçado…
    hoje eu pergunto: tu blogas pq?

    marmota, pra mim, vc é 10. sou fã de carterinha pelo que vc escreve… bjão

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*