Quarto dia: na sociedade do Anel

Foi-se o tempo em que Marmota viajava com o seu único irmão, cinco anos mais novo, e passava o tempo brincando com as crianças. Gurizada mesmo são poucos, mas que ainda fazem a festa com a presença do grandalhão de São Paulo. Claro que os outros preferem passeios mais elaborados. Naquele domingo, eles puderam fazer algo diferente!

Pelotas, 29 de dezembro de 2002.
Alguns milhares de anos distante da Terra Média

É impressionante, Diário. Em apenas 24 horas, é possível atualizar um ano inteiro de fofocas com os parentes. Quem casou, quem separou, quantos nasceram e morreram. Talvez estas sejam as únicas mudanças visíveis por aqui - outro dado impressionante: viemos uma vez por ano e as coisas por aqui parecem imutáveis.

Entre as "notícias recentes", uma delas eu tive que ouvir pelo menos três vezes. O motivo era simples. Vejam como ela começava:

- Sabe a sua ex-namorada?

Estavam se referindo a uma bela moça que morava na Cohab Fragata. Ficamos juntos na temporada 95/96, mas anos depois ela já estava casada. Pois bem. Ela comprou um carro novinho, e no último dia 25 ela resolveu experimentar. Detalhe: ao que consta, ela nunca tinha dirigido na vida. Mesmo em uma rua pouco movimentada, ela conseguiu o improvável: acelerou demais e perdeu o controle, subindo na guia (que deve ter uns 40 centímetros) e batendo no muro. Um desastre.

- Ela estava do lado do marido, e saiu dizendo que nunca mais ia pegar um carro pra guiar - , concluiram. Ah, se fosse comigo... Falando nisso, é incrível, mas todos os meus conhecidos com mais de vinte anos de idade já enfiaram o dedo no anel - no bom sentido, é claro.

Falando em anel, o trocadilho infame serviu para ilustrar bem o assunto deste final de semana. Ontem à noite passamos na locadora, e entre os desenhos animados da Bruna e a minha comédia do Jim Carrey, meus primos resolveram alugar O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel. Com o seguinte pretexto: refrescar a memória de todos antes de assistirmos ao segundo longa da trilogia: As Duas Torres.

Depois de um domingo morno - e uma bela "sestiada" depois do almoço, pegamos o carro e fomos, eu, o Dani, a Cris e o Júnior, ao Cine Capitólio. A sessão era às nove da noite, mas parecia que eram sete, graças ao horário de verão - aqui o sol demora a sumir no horizonte. Paramos o carro num estacionamento na 15 de Novembro e fomos à pé até a Anchieta.

Ainda faltava pouco mais de meia hora para o começo da sessão - e o que via no centro de Pelotas era algo inimaginável em São Paulo: nenhum transeunte nos arredores. Era possível andar no meio da rua sem ser molestado. Até a movimentada praça Coronel Pedro Osório, repleta de flanelinhas durante o dia, estava deserta. E o melhor de tudo: pegamos nossos ingressos par ao filme, que acabara de entrar em cartaz, sem qualquer fila!

Aos seus lugares. aos poucos, a sala 1 do Capitólio começava a encher, mas sem qualquer tumulto. Por aqui, coloco em prática a minha tese: a proporção entre mulheres bonitas em relação as feias supera qualquer estatística nacional! Duas fileiras à frente, uma loirinha que parecia ter vindo há instantes da praia do Cassino. Maravilhosa. E na companhia de um cururu que eu não colocava fé. Ah, se ela me desse bola...

Mas vamos ao filme. Um primor, como era de se esperar. E mesma idéia que tive após assistir ao primeiro filme: ler o livro. No cine, poucas manifestações da platéia. A primeira foi numa cena em que o elfo Legolas segura num cavalo a galope, dá um salto para trás e monta. Forçaram a barra, pensaram os presentes. Como se o restante da história fosse totalmente verossímil!

Minutos depois, algo inusitado: uma pausa que durou aproximadamente cinco minutos! Nunca tinha visto cinema com intervalo para descanso! Dali para o final do filme foi rápido. Até a insólita cena onde o companheiro de Frodo Bolseiro diz, no pé do ouvido: "sou o seu Sam". Só eu ri naquele momento. Depois me dei conta: estava em Pelotas, oras... Brincadeirinha!!!

Saímos do cinema direto para a casa da vó - meu irmão queria esticar a noite numa danceteria nova, uma tal de Luna, perto da rodoviária. No fim, não fomos. Mas amanhã tem mais.

Comentários em blogs: ainda existem? (15)

  1. Uaahuhauahuahuah… até que tá legal esse diário. Sabe que até eu pensei em fazer um durante minha semana de férias em Extrema – MG? Só que de tão monótono perdi a vontade…Marmota só um detalhe? Cê vai se dar bem ou nenhuma gatinha te deu bola?

  2. hahahahaha…. agora rí muito….. fiquei imaginando vc rindo da parte do Sou eu seu sam… hahahahaha…. tô rinndo até agora!!!!beijinhus

  3. Oi Dé! To adorando ler teu blog muito tri… só que pelo que parece tuas férias nao foram muito divertidas! Espero que o ano q vem seja melhor! Beijão!

  4. oie marmota bom pelo que li vc naum tem mt sorte com muljheres mas pelo menos seu “publico” eh repleto delas só tem comentarios femininos aki… hummm hehehehe acho qui vou voltar a ler seu blog adoro ler assim cm escrever talvez ate um dia vc me conheça vou ser jornalista assim cm vc… qd eu crescer eh claro ainda sou novinha soh 15 anos! ate!

  5. Essa cena do “Sou seu Sam” fez a platéia toda rir no dia que eu assisti! E a cena do Legolas todo mundo aplaudiu foi “a la” James bond! Um abraço!

  6. eu não vi o filme e odiei ter lido isso pq tira um pouco da graça se é que pode ser chamado assim de ver boiolice na Terra média. tudo bem seu blog é ótimo pena que só vi hoje!!!!!!!!

  7. Marmota finalmente! Faz tempo que tento “comentar” por aqui e não consigo! Adorei o novo “estilo” do seu MMM e você continua engraçadíssimo.Além disso eu copiei a estrela com a faixa presidencial e coloquei no meu blog também. Tem problema? E eu queria saber se você pegou essa estrela no site do PT se foi você que fez ou se foi um outro alguém pra dar os créditos que considero necessários.Até mais!

  8. eh carinha até q teu blogger presta… calminha naum eh pra ofender naum + ele tah maneirinho… Sinceramente eu te dou os meus fofitys PARABÉNS… BjUs bJuS BjUs!!!=^;^=

  9. Oieeee!Passei pra dar uma olhainha nas novidades… e te dizer que num é muito bom esse tipo de choque que tomei não viu… acho melhor vc optar em por sua teimosia taurina de lado conscientemente… acho que será bem menos doloroso… =)Beijinhos…Carol.

  10. kara sabe q e´ a 1ª vez q consigo ler ate´ o fim 1 unico post!!! Nem no blog dos meus amigos!Nunca foi taum emocionante ler sua narrativa em busca do Senhor do ´´ANEL´´ ( com todo o respeito! Claro! )Bom tenho 23 anos sou de SP e esteja convidado a dar uma passadinha la´ no meu b.L.o.g.A. (sem sacanagem… so´ na educaçao!)http://www.boadiboga.blogger.com.brnao eh nada como um marmota mas eh feito com muito amor! (sabe… sexo virtual….eu e o PC!)Parabens!

  11. Bom como eu vi o filme no cinema do shopping Tatuapé imagina que ningué nem zoou…Mas fica a pergunta: e o maldito anel? Esse filme só ficou falando das outras coisas… tsc tsc…

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*