Porque o Orkut não lembrou meu aniversário

Nunca dei bola para o meu aniversário. Nem gosto muito da celebração – como dessa vez eram “anos redondos”, tinha até cogitado salões enormes em sítios bucólicos, comes e bebes à vontade, DJ com boa música retrô, show de malabares, correio elegante, fogos de artifício, desfile de misses, café da manhã na grama com direito ao nascer do sol… Acabei chamando apenas os mais chegados para uma pizzada. Mas sem parabéns com bolo: aniversário é só um pretexto para juntar diversos amigos na mesa, formar aquelas panelas heterogêneas e passar horas tentando ouvir a conversa em cada uma delas. É sempre bacana.

Mas para quem acredita em “inferno astral”, a data poderia representar muito mais um “feliz ano novo” ao invés de um “feliz aniversário”. Já fiz isso algumas vezes: isolar do universo: nada de computador, celular, e-mail… Claro que isso não impede telefonemas de muita gente bacana, além de mensagens que acabo vendo só durante a semana (obrigado a todos!).

Faço o possível para manter o lado social do aniversário, mas tem uma coisa que faço questão de evitar, independente do meu estado de espírito. Eu simplesmente deletei a minha data de nascimento do Orkut. Assim como, nos primórdios, deixava em branco esse campo do ICQ. Meu nome nunca aparecia com aquele simpático balãozinho vermelho, e hoje ninguém me vê na relação de próximos aniversários no profile.

A razão é simples: eu mesmo só vejo algum sentido dar parabéns por qualquer coisa, seja aniversário ou velório, se for espontâneo, natural. Então eu esqueci que fulano ou beltrano nasceu naquele dia? Tudo bem, teremos outras razões para celebrar a vida, em outra oportunidade. Eu também não me importo se alguém esqueceu o meu – e essa é a parte mais difícil de alguém acreditar, já que todo mundo vive na expectativa ou na pressão por alguma coisa em troca, sempre.

Enfim. Se o dia do seu aniversário estiver ali, piscando na frente de todo mundo, seja ele seu amigo ou aquele cara batuta que você só adicionou por piedade, prepare-se. É igual com aquele funcionário mala da sua empresa, que viu a data no informativo interno ou na intranet e levanta da cadeira só pra te dizer: “Mas que beleza, hein chegado? E aí, vai ter bolinho?”. Vai ter bolas pra você.

“Puxa, mas isso é muito cruel. Você abafa os malas, mas ao mesmo tempo pune pessoas boas, que contavam com o Orkut apenas para lembrar a data…”. Concordo, mas relaxe, e desculpas se eu magoei você com isso. Infelizmente, o próprio objetivo inicial do Orkut já foi deturpado há muito tempo – nos últimos dias, quantos amigos seus avisaram que “estão saindo”? A Internet tem um potencial inesgotável de possibilidades, mas elas só fazem sentido com a consciência das pessoas.

De todos os “parabéns” que recebi em 30 anos, um deles se encaixa perfeitamente no que quero dizer: “viu como não apareço na sua vida só para te pedir favor? Meu orkut nem avisou que é seu niver, mas lembro disso há mais de 10 anos”. Simples e perfeito.

(Postado em 08/05/2006, e tirando algumas linhas, permanece atual. Respondido, Trotta?)

Comentários em blogs: ainda existem? (21)

  1. Ah, eu não retiro meu desejo de felicidades, valia tb se não fosse seu aniversário. E olha que nem nos conhecemos! Simplesmente te acho uma grande pessoa pela forma que escreve. Fique com meus parabéns, foram sinceros! :P

  2. Odeio esse pessoal que vem te dar parabéns só por cliché…
    Essa turma do tapinha nas costas, eu tô dispensando.
    Concordo contigo, cara!
    Aniversário só se lembra mesmo quem gosta, e isso podendo passar mais de dez anos sem te ver…

    Um abração.

  3. Pô! Mas eu também gosto muito de você e nem por isso lembrei!
    (A propósito, meus parabéns atrasados!)

  4. Adoro comemorar aniversários (meus ou de amigos) pois acho que são ótimas oportunidades pra reunir amigos e pra retomar contatos. Eu não te conheço mas te leio sempre e temos alguns amigos em comum. Respeito a sua posição mas a partir de agora não vou mais esquecer seu aniversário pois é no mesmo dia do meu filho. Anyway, espero que ontem tenha sido um bom dia pra você.

  5. É isso ai André concordo com vc em todos os aspectos nessa questão do dia do niver no Orkut.
    Ninguem é obrigado a lembrar a data do seu niver mas tambem é uma bosta pessoas lhe darem parabens no sentido (só pra constar).
    Mas enfim eu tambem esqueci do seu niver ontem acabei de falar com vc agora a tarde mas fica aqui meu PARRRRAAAAAAAAAABENNNNNNSSSSSSSSSSSSSSSS
    PORRRRRRRRRRRRRRRRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.
    Abração

  6. Hahahaha… Eu tb lembrei, mas, final de semana não uso o computador… Tenho que me desintoxicar, uai! Então, vim hj meio atrasadinha, mas… Continuo sua fã! (risos) Te desejo tudo de melhor e infinitas realizações. :-)
    Beijosssssss…

  7. Mas pena q vc n deixou a gente saber, mestre. Pq parabéns vc merece, mts, n importando d quem seja… Felicidades mil, e contagem regressiva pra versao 3.0

  8. Well… well… eu não sabia qdo é seu aniversário, só sabia que vc é um taurino…

    Independente de ser dia de aniversário ou dia de qualquer outra coisa, te desejo sucesso, alegrias, saúde, conquistas, enfim: tudo de muito bom na vida!

  9. Hmm… Uma amiga minha, certa feita, afirmou ter voltado ao Orkut justamente pelas datas de aniversário — a rede seria um grande repositório de datas (à diário dos tempos de escola).

    Lendo seu post, aqui, percebo o quão alienante um mero aviso pode ser. Como escreveu (e reiterou) Miyamoto Musashi, deve-se meditar e refletir sobre isso.

  10. Inferno astral comanda. A coisa é séria mesmo. Este ano eu devia mesmo esperar a meia-noite e estourar um espumante (no bom português do Brasil). E usar um cueca branca.

  11. André, eu não te dei parabéns porque até agora não sei qual o dia do seu aniversário. Eu achava que era dia 10 de maio, não me pergunte por quê, associei isso e pronto, mas, pelo visto, já foi… :-( Você me perdoa? Como posso ter esquecido de algo que não sei, né? De qualquer forma, desejo a você felicidades todos os dias, torço para você ser muito feliz, independentemente de soprar velinhas ou não. Mas digo uma coisa com conhecimento de causa: os 30 anos são inesquecíveis! É o início de uma fase bem diferente e gostosa. Aproveite bastante! Bjos carinhosos da forgetful Kandy

  12. Que coincidência você ter feito este post. Acabei de sair do Orkut, mas talvez volte.
    Antes que me esqueça, parabéns pra você.
    Abraços

  13. Feliz Desaniversário!

    Eu não lembrei do seu aniversário porque não tinha a mínima idéia do dia que ele ocorreria.

    Se o Orkut tivesse avisado, não teria lhe cumprimentado também, porque não faço isso nem para meus amigos de 5, 10, 15 ou 20 anos.

    Mas o motivo mais forte pelo qual não te cumprimentaria é porque esqueço inclusive do aniversário da minha mãe e do meu pai.

  14. Hahaha! Perfeita a resposta e vc está coberto de razão! :D

    Eu também já tive um aniversário em que resolvi não avisar ninguém, nem aparecer na internet, e-mail, nada, como vc falou. Só que nesse dia eu recebi apenas DUAS ligações dando os parabéns. Percebi que pouca gente lembra que eu vim ao mundo, então nunca mais deixei esse campinho do Orkut em branco, hahaha! XD

    Massagem ao ego nunca é demais, ainda que seja meramente ilusória, e permeada por alguns malas.

    P.S.: Dá licença mas eu fiquei me achando com essa terceira citação a minha pessoa aqui no seu blog. Vc lembra quais foram as outras duas? ;)

    Abraço, Marmota!

  15. Ah, eu gosto que comentem meu aniversário no Orkut. Fico super feliz…e sei que quem o faz o faz com o coração e a intenção. Não acho que seja para constar não. Feliz aniversário novo amigo blogueiro! vc nem me conhece mas tenho certeza que vai gostar do meu blog, cathy.spaceblog.com.br.
    Bj

  16. olá, olha, antes de procurar saber pq meu niver não aparecia nos orkuts amigos, estva me sentindo a última bolacha do pacote,mas agora,depois de ver o q vc diz a respeito, quero lhe agradecer por ser tão…como direi,eloqüente,rsrssr?

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*