Notícia-convite-homenagem ao meu grande amigo ator!

Não quero parecer aqueles chatos que ficam na Avenida Paulista oferecendo revistinhas com cupons discutíveis. Mas faço aqui a minha solicitação: vá ao teatro. Nem precisa ser aquela peça elitizada, naquele palco do hotel de luxo: uma grande opção é a mostra da escola Macunaíma, em São Paulo, cuja 58ª edição termina nesta terça-feira.

Das peças que encerram o calendário, atenção especial para A Sapateira Prodigiosa, de Federico Garcia Lorca. Nesta divertidíssima comédia, uma jovem sapateira de 18 anos mostra toda a sua personalidade forte ao levar adiante seu casamento com o sapateiro, de 50 anos – apesar das fofocas da vizinhança e dos interessados na jovem donzela. A história é contada como se fosse uma idealização de seu autor, que participa de algumas cenas conduzindo suas personagens. Outra característica que chama a atenção na peça é a utilização de um boneco no papel de um menino – três atores se revezam na “condução” da marionete durante o espetáculo.

Mas entre todos eles, o que certamente vai arrancar mais risos da platéia é o D. Melro, um dos pretendentes da sapateira. Seus modos estranhos e desajeitados deixam a trama ainda mais leve. Nessa montagem, quem interpreta D. Melro é Ricardo Osiro. “Gostei muito do japonês”, disse um companheiro de faculdade, que tive a felicidade de encontrar na saída do teatro.

Pois bem. Tenho a honra de ser um dos grandes amigos desse “japonês” há mais de dez anos. Eletrotécnico, publicitário e agora ator, Osiro está concluindo seu último semestre no Macunaíma e, depois de figurar em alguns comerciais de TV, faz sua última peça na escola antes de se prepara para vôos mais altos. Sem dúvidas, vamos encontrá-lo em grandes produções artísticas qualquer hora dessas.

Assim, fica o convite: aproveitem para ver o Osiro e seus demais colegas enquanto está em conta: apenas R$ 8,00, e estudante paga meia! As últimas encenações de A Sapateira Prodigiosa será nesta terça-feira, em dois horários: 19 e 21 horas. O teatro 1 da Escola Macunaíma fica na Rua Fortaleza, 68. Mais detalhes no telefone (11) 3667-0807.

Comentários em blogs: ainda existem? (2)

  1. Pois é. ^_^Fui à sessão das 19:00h.Bem divertida a peça. As gags do Melro são a minha cara! Hehehehe!

  2. Oi…Ir ao teatro é sempre uma boa saída. Infelizmente dá-se primazia ao cinema de massas. Não falo do cinema como arte. Mas penso que uma nova geração começa a reencontrar o teatro o que é extremamente positivo.Saludos,

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*