Morar sozinho: o que você acha?

Há um ano, a Folha publicou esta matéria, cujo título é revelador: morar sozinho é uma tendência mundial. Muito comum entre os jovens que desejam independência, ou mesmo aqueles que precisam sair de casa para estudar.

De outro lado, tem gente que não abre mão da comodidade oferecida pelas asas paternas! Nesses casos em que o cordão umbelical insiste em permanecer, a saída é se casar. E às vezes, nem assim.

Aos que me conhecem: ainda não mudei de idéia. Mas este assunto vem ganhando força nas últimas reuniões familiares. Por isso, resolvi aproveitar as visitas deste final de semana para promover uma coleta de informações por aqui.

Você mora sozinho ou com os seus pais? Com algum parente? Divide o domicílio com um ou mais amigos? Se você decidiu pela independência, por que fez isso? Quais foram as suas maiores dificuldades? E as grandes conquistas?

E você que, assim como eu, ainda está preso no rabo da saia da mamãe? Já pensou em sair de casa? Se sim, o que te impede? Existe algum medo? Pensa em levar seus pais a tiracolo se um dia inventar de juntar os trapos com o amor da sua vida?

Ufa.. Chega de perguntas. Agora, mais do que nunca, conto com a sua valiosa contribuição sobre o tema, seja nos nossos comentários ou por zé meio. Todas as participações serão lidas – e respondidas, como de praxe. Algumas delas poderão até formar um novo post (ou uma série deles) sobre o assunto.

Acredite: suas experiências, dependendo das circunstâncias, podem servir para mudar a minha vida, e a de uma família inteira!

André Marmota é um rei momo sem dono, sem trono, um pierrot mal-amado... Não, esperem, esse é o Ed Motta. Quer saber mais?

Leia outros posts em Outros. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (26)

  1. Moro com mamãe, papai, irmão, gatos e cachorro, mas adoraria morar só. Mas como eu ainda dependo deles até pra passagem de ônibus, acho que isso vai demorar um pouco pra acontecer…

  2. Bom, a minha resposta a princípio é a mesma da Amanda, exceto gatos, visto que só tenho dois Rottweillers em casa.Mas não, não acho que vá demorar para sair de casa. Na verdade meus planos são para no máximo até metade do ano que vem. Estou batalhando pra isso e acho que estou no caminho certo. Torce por mim e juro que repito o post de hoje por mais e mais vezes!!!Sinto que já passou da hora de eu sair de casa, de “crescer” de verdade, mas não posso abrir mão dos meus objetivos e, no momento, é o único meio de alcança-los!

  3. Caro marmota,sei que você deve estar estranhanhando meu apelido. Sim, sou nova por aqui. Mas já que você levantou essa questão tão abertamente, não resisti à tentação de deixar-lhe minhas impressões. Eu moro só.Morei pelos 10 últimos anos com meus irmãos e eles foram se casando… Restaram eu, minhas coisinhas (não muitas, por sinal) e os meus vasinhos de cactos. Apesar de fazer quase um ano que estou vivendo só, ainda estou em fase de montagem do apartamento e ainda faz eco por aqui. Não está nada fácil guardar uns trocados para comprar uma mesa, um sofazinho, umas cadeiras pois eu acho que é uma gentileza você poder oferecer um lugar pras visitas se sentarem quando vão te visitar…Mesmo assim, vou curtindo bastante essa fase em que, pela primeira vez, eu chego em casa, e encontro minhas bagunças exatamente nos mesmos lugares, e sem a menor chance de encontrar alguém aqui (a menos que eu tenha feito alguma coisa errada…) É bom também para aprender a cuidar de si. (ou desaprender de vez!)Ainda não senti solidão. Sempre arrumo alguma coisa pra fazer. Gosto de chamar meus amigos para experimentarem alguma receita nova que preparo.E é claro que a gente sempre acaba aprendendo alguma coisa nova sobre si. (Uma nova chatice, quem sabe?)O maior perigo é desacostumar a conviver com as outras pessoas…Confesso que às vezes eu saio na rua para ver gente desesperadamente, porque nem eu aguento a minha chatice! rs… Mas depois passa…Na minha singela opinião, vale a experiência!

  4. marmotaeu adoro morar com a minha mãe. já morei sozinho um tempo quando trabalhava no rio de janeiro. foi um tempo bom, aprendi coisa pra caramba (lavar louça e fazer arroz, por exemplo hohoho) mas tb dá um trabalho imenso.a liberdade é sempre bom, o colo da mãe tb.abraços pra ti e bom final de semana.ah, e valeu pelo destaque do blogspotting.

  5. Olha… Eu queria muito sair de casa, muito mesmo. Não porque odeio meus pais, adoro eles. Mas é que chega uma hora em que você precisa ficar sozinho. Ser sustentado enche o saco. Não posso sair de casa porque abandonei a faculdade de publicidade pra fazer cursinho e tentar psicologia. Ou seja, ainda vai demorar um bom tempo para eu poder sair daqui. Isso me deprimie, mas c’est la vie.Mééééééééééé………

  6. E aí Marmota!?Eu moro com os meus pais e somente pelo fato de que não tenho dinheiro pra sair de casa. Não que eu não goste deles, muito pelo contrário,eu os adoro e a minha casa também é muito legal, mas sinto muita falta de ficar sozinha e de não ter ninguém se metendo nas minhas coisas. Tenho um gênio muito forte e a superproteção da minha mãe me incomoda constantemente. Já morei um tempo com a minha irmã e foi bem legal, pude experimentar um pouco mais de independência, mas tive que voltar pra casa pois troquei de faculdade, meu não gostou muito e disse que não ia ficar sustentando duas casas se eu podia muito bem morar com eles (meus pais). Quando der eu saio correndo pra um cantinho só meu. Por enquanto falta $$$

  7. Moro sozinho desde os 21 anos de idade, por absoluta incompatibilidade de gênios com meus pais e irmã. Foi meio foda no início, mas hoje, sete anos depois, estou tão acostumado que acharia estranho voltar a dividir um espaço com alguém…

  8. Grande Marmota,Estou fora de casa há 3 anos por causa do trabalho. Primeiro, deixei Sorocaba para morar em São Paulo, no apto de um amigo meu. Dividimos o teto por 9 meses e, depois, fiquei dois anos sozinho no apê. Agora troquei a “capitar” por Itapetininga, onde divido uma casa com mais 3 colegas.Dividindo o teto ou sozinho, morar fora das asas de pai e mãe é uma experiência muito boa. Vc aprende a ter mais responsabilidade (afinal, se vc esquecer de levar a conta para pagar, já era!), mas também aproveita um pouco da liberdade (ninguém vai reclamar que o copo de água continua na sala). Se o problema for só “sair de casa”, posso dizer o seguinte: vá em frente!Depois, o colo da mãe vai estar sempre te esperando quando bater a saudade. Boa sorte!

  9. Oi Marmota!Bom, sozinha sozinha mesmo, nunca morei não. Na primeira vez que sai da casa da minha mãe, tinha 18 anos e fui dividir apt com umas amigas em outra cidade, por conta da faculdade.De lá, fui pros EUA, também com um amigo e dividimos apt. E assim foram 6 felizes anos morando bem longe da minha mãe…De cidade em cidade, eu aprendi muito, me diverti muito, passei algumas dificuldades, muitas saudades, mas foi maravilhoso! Hoje, voltei a morar com a minha mãe…Ao menos assim posso dizer. Somos vizinhas, na verdade! Ela, mora numa casa grande com a minha irmã, e eu, num kitinete juntinho a casa delas! heheheheheeh Assim, tenho a minha liberdade, meu sossego e minhas obrigações, mas não deixamos de conviver no dia a dia, fazer todas as refeições juntas e tal. É uma boa solução! hehehehehbeijosss pra vc!

  10. bah, ui!!eu moro sozinha, quer dizer, quase..tenho duas filhas lindas, duas cachorrinhas amadas que me fazem companhia..e conto com uma super criatura, q sorte a minha, q é minha ‘babá’, uma tia baixinha amada que me cuida, me faz papá, limpa a casa e de quebra me ama muito.é bom demais morar solita, criar suas próprias regras e rotinas e horários, mas faz falta aquele colinho, aquele cheirinho de casa, a sopa de tomate da minha mãe, aquela cobrançazinha de canto q rola em casa, tipo, sei lá, ser mais regrada mesmo, ter uma vida mais ‘normalita’..mas enfim, são mais de 5 anos e meio solita e no fim, tu te acostuma, né…mas às vezes, é triste e solitário..mas noutras, bom demais ficar sozinhomtas vezes me sinto completa sozinha..sei lá..ahhh, pirei!!beijo

  11. Eu moro sozinho e foi algo que eu precisei fazer para evitar conflitos com meu pai. Minha relação com ele melhorou muito depois que eu tomei rumo na vida. Atualmente, acho que foi uma das melhores decisões que tomei, mas não só por conta desse estopim. É bom o cara se acostumar a ter um espaço próprio, na minha opinião é algo saudável antes de emendar a convivência com outra pessoa (um casamento) no futuro. Acho que, por conta desse lance de passar alguns anos só com a samambaia, eu me tornei um cara mais seguro na hora de decidir por um passo mais longo. O casamento deixa de ser uma fuga da família para ser algo que, com certeza, eu só vou fazer na hora em que estiver 100% certo. Ou seja, não garante nada, mas ajuda :-)

  12. André,Você sabe muito bem da minha vida. Sabe que por mim eu moraria sozinho há muito tempo. Sabe que eu só não o faço por falta de dinheiro. Sabe que eu acho um saco morar longe de tudo. Sabe o que eu penso sobre as suas opiniões a respeito desse tema.Você sabe tudo o que eu tenho a dizer sobre esse assunto. Por isso eu não vou falar sobre nada disso aqui. Eu só estou comentando este post para dar um recado:André, corta esse cabelo!

  13. Putz, essa questão é tão complexa!Eu ainda moro com meus pais, mas a intenção é construir o meu lar. Mas antes disso vem o maior problema brasileiro: falta de dinheiro.Ultimamente, esta vontade de “andar com as próprias pernas” também é compartilhada pela Raquel. Apesar de termos um ótimo relacionamento, vemos que a idéia de morar sozinho fica um pouco mais fácil quando não se está 100% sozinho.No nosso caso, os dois podem contribuir para a manutenção financeira da casa. Vejo também uma boa alternativa dividir as contas com um amigo ou amiga. Na ponta do lápis, fica difícil encarar conta de água, luz, aluguel, condomínio, telefone, internet, iptu, alimentação.Medo de sair de casa? Tenho medo é de não ter dinheiro pra pagar contas e ter que voltar. Por isso é que adio tanto esta decisão.Levar os pais a tiracolo? Cê tá ficando louco? Se é pra levar os pais então pra que sair de casa? E imagine a situação nada desagradável nos momentos “calientes”… Nada romântico, vejo que é um passo para o fracasso da relação.

  14. André, Saí de casa pra morar sozinha e foi a melhor coisa que eu fiz na vida. Recomendo pra todo mundo. Porém se vc é dependente das mamatas de filho homem que mora com os pais, esqueça. Sabe aquela sugerinha na quina do armário da cozinha? Não? Sua mãe limpou? E aquela meia que você perdeu o pé? Sua mãe achou? Hummmm… pense bem. Sozinho, todas as coisas dependem de você.

  15. Olá, Marmota!!!Já q tds se pronunciaram… Eu moro longe de casa desde 99. Passei pra faculdade em uma outra cidade e não teve jeito, fiz as malas! No começo, morava num pensionato, com mais 2 dúzias de meninas, telefone restrito e gente esquisita. No meio disso tudo, encontrei uma outra menina q tb estava louca pra sair daquele inferninho e resolvemos montar um apê. Arrumamos mais outra e ficamos durante 3 anos nessa vida. Muito bom, mas tb dá mto trabalho. Nada de solidão (pq sempre tem alguém em casa), divisão de tarefas, de gastos, de problemas, de alegrias, festinhas e mais mtas coisas boas! Mas como (quase) td na vida cansa, cansamos dessa… E cada uma foi pra um canto. Nada de brigas ou desentendimentos. As 3 viram q era hora de mudar de vida, mais uma vez. E há um ano, moro sozinha. Muito bom e altamente recomendável. Claro q tem aqueles momentos de tristeza e solidão, é um saco qdo toda a louça pra lavar fica pra vc (até pq foi msm mesmo quem sujou) e sempre q acaba o papel higiênico (e vc tá no banheiro) vc se lembra da sua casa (e, principamente do grito q vc dava pra sua mãe). Ah! Tem tb as contas, q são tds suas. Por outro lado, a liberdade q morar sozinho te dá não tem preço. Fazer td na hora q bem entender, poder dormir o q to quiser pq não tem ninguém pra fazer barulho, não ter q ficar de conversa qdo td q vc quer é se jogar na cama e dormir ou qdo vc tá de mau humor, ter uma casa inteirinha só pra vc (mto “esqueceram de mim”, alguém se lembra?) e, melhor, poder andar pela casa do jeito q vc quiser (seja peladão, seja descabelado, seja com remela no olho… rs…)…. Ficou grd, né? Ms espero q ajude, de alguma forma…Bjinhos!!!

  16. Fala, cururu!Você sabe que sair da casa dos meus pais foi a melhor decisão que tomei da vida. É claro que morar sozinho tem suas coisas chatas e suas dificuldades (imagino que para você isso seja pior do que foi para mim), mas com o tempo você vai se adaptando. E quando menos espera você vê que não consegue mais viver de outra forma. Por isso, minha sugestão é que você saia mesmo de casa, talvez arrume até alguém pra dividir o apto. Mesmo porque, sempre existe a opção de voltar pra casa da mamma se as coisas não derem certo.Aquele Abraço!

  17. No momento ainda moro com meus pais em Brgança Paulista, mas no final desse ano pretendo prestar vestibular para faculdades em Campinas e Itatiba, já que em Bragança não tem nenhum curso do meu interesse. Se passar em Campinas, vou para lá, morar em um apartamento. Se passar em Itatiba continuo morando na casa dos meus pais. Acho que passando em Itatiba ou Campinas eu gostaria mesmo é de mudar do que ficar na casa dos meus pais. Não que eu tenha algum problema com eles, mas se continuar morando aqui, posso perder muitas atividades extracurriculares que a faculdade pode me oferecer, se eu ficar perdendo tempo pegando estradas todos os dias.Como não pretendo me casar tão cedo, morar fora para fazer faculdade, pode-se conseguir uma independência, provocando um certo amadurecimento em sua vida.MacroAbraços

  18. André, desde dezembro estou morando só com o meu irmao e, até agora, estou gostando bastante da experiência. Como para você acho que o fator financeiro nao é a questao, se bobear vai economizar com a mudança (pela gasolina), vá em frente! Se der para aprender a cozinhar antes, será muito melhor. Ainda nao aprendi e sofro muito com isso.Ps. Umbilical se escreve com “i”. Recorri até a um dicionário para nao passar vergonha.

  19. Filho, o esquema é o seguinte… com certeza é difícil largar mão, ainda mais quando se é muito apegado à família. Eu tenho laços muito fortes com meus irmãos e meus pais, mas acabei cedendo à comodidade de morar perto do centro e ter essa beleza de privacidade! Vale a pena e, como disse Lellopes, sempre dá pra voltar pra casa da mami. E duvido que ela não te aceite de volta :)

  20. Olá queridos amigos internaltas!!!

    Li a maioria dos recados postados neste site….gostei dos comentários, buscava alguma resposta na verdade para minha situação, ou alguem que passa ou passou por uma situação igual a minha, que vou contar-lhes agora:

    Acabo de completar 19 anos, trabalho em uma franqueadora, com um salario razoavel, ou seja consegue-se sobreviver…Meu sonho é estudar e qualificar-me mais para o mercado e crescer, adquirir minha propria casa e ser feliz. Na verdade acho q isso é basicamente o q todo ser humano busca na vida…afinal para q estamos aqui, e pq existimos?Esta resposta esta dentro de nós mesmos, e somos nós q temos q descobrir o nosso propósito na terra. Não acredito em nada, a não ser que Deus existe e é por isso q estamos aqui hj, e porq ainda insisto tanto.
    Todos os comentários tinham alguma frase que mencionava sobre a familia, e esta aí o meu problema…Mora com minha mãe, 1 irmão e 2 irmãs, pode parecer totalmente contro-versia, mas não sou eu que quero sair da minha casa, pelo contrario tenho medo, pois não sei se conseguiria dar conta das mensalidades do aluguel, agua, luz, gás, alimentação, limpeza, lavar roupa…não imagino como conseguiria trabalhar e estudar e ainda tomar conta de tudo isso sozinha…só eu e Deus, mas como disse não sou eu q quero e sim minha mãe, as brigas em casa são constantes, devido ela reclamar q não paro em casa q vivo na igreja, q o q faço nunca é bom o suficiente, e q o dinheiro sempre é pouco, ela não se importa se quero estudar, ela quer apenas q eu de a quantia em dinheiro q ela exige, pois afinal ela é dona da casa, como sempre joga na minha cara, ela reclama de tudo que faço e até do q não faço…já chegou a trancar o fogão para eu passar mal de fome, e agora trancou o portão de casa, disse q o preço da minha entrada é de R$200,00, caso contrario era para eu dormir na rua, ou até buscar um caminhão para tirar tudo o q meu de lá e ir embora, ela me diz sempre q pode q estou horrorosa e lança-me palavras de maldição, como: vc não vai comer o pão q o diabo amassou.

    Não sei o q faço!Estou na casa de uma amiga a 1 dia, por mais q ela esteja de boa vontade, é pessimo depender das pessoas.

    Queria mto sair dessa situação humilhante, mas não ganho o suficiente para isso, se voltar terei q dar tudo o q ela pedir, caso contrario, dá no q dá, e tbm me pode querer me proibir de estar na igreja, fora os absurdos q tenho q ouvir, pornografias e tudo mais…sinto meus sonhos, principalmente o de estudar cada vez mais distante de se realizarem, e sei tbm q minha mãe infelizmente não está nem ai para mim e mto menos para meu sonho, o q importa pra ela é o dia do pgto e nada mais.Sinto-me angustiada, desanimada e constamente depressiva devido a tudo o q passo, sem motivação para tudo, não sei o mais o q fazer, pra onde ir…pq tudo tem q ser assim?!

    Desculpem-me talvez precisava desabafar.

    email- cintia_online14@hotmail.com

    Até.

  21. Meu bem.. Sua situação é realmente complicada. Mas, olha… em termos de finanças.. Não acho que esse seja um dos problemas maiores. Existem por ai (Eu sou do Rio) um monte de lugares que são menos valorizados e que o aluguel é bem acessivel ! Eu não ganho nem R$1000,00 e estou negociando um conjugado de R$32,000 (R$ 3000,00 de entrada) na caixa. Meu credito foi aprovado para 15 anos, que para mim, que tenho 26 anos é pouquissimo tempo.. Passa rapidinho ! Obviamente que eu não pretendo ficar la (O bairro é Praça da Bandeira) pro resto da minha vida, mas acho que pra começar esta otimo. Sem contar que o valor das prestações é menor que o valor de um aluguel !
    Comece a pensar que, para morar sozinha, vc terá que abdicar de certas mordomias, como por exemplo internet e empregada. A vida de quem mora sozinho é, menos regrada em comparação a quem mora com os pais. Mas, isso, com o passar do tempo, só vai te ajudar a ter mais jogo de cintura e a ser uma pessoa melhor e mais independente.
    Quanto aos estudos.. Olha, meu bem.. Sinto te dizer isso, por que é o mesmo questionamento que fiz quando me mudei: Infelizmente você vai ter que adia-los. Tente o maximo que vc puder passar para uma universidade publica, mas, a principio, contente-se com a graduação, pq com esa familia e ainda por cima morando sozinha extender os estudos vai ser dificil. Mas não perca o animo… Mais tarde, vc pode estar ganhando mais e ai sim.. Vc pode fazer uma pos/mestrado/whatever, sem comprometer as despesas do mes. Enfim… Vida de adulto é beeem dificil, especialmente quando se ganha pouco, mas não é impossivel… Não desista !

  22. Olá,moro sozinha à cinco anos,sempre sonhei com isso!É maravilhoso,pois vc não tem que dar satisfação para ninguém,chega em casa quando quer,faz o que quer…quando morava com alguém,não tinha minha própria identidade,como sou feliz hoje!Mas se alguém especial pintasse na minha vida,iria unir o útil ao agradável,e quem sabe ser mais feliz do que já sou…

  23. Oi moro sozinha a quase oito anos, sai da casa dos meus pais com recem completados 19 aninhos, sai pra estudar, fazer um cursinho pra prestar vestibular, no inicio foi dificil e gostoso,apesar de sempre ter tido liberdade na casa deles,continuei tendo,mais agora na minha casa, depois entrei na faculdade e comecei a estagiar, entao foi melhor ainda,pois morava sozinha e ainda tinha grana pra festinhas e tudo mais(pois era bancada 100% por meus pais), hj estou formada, continuo morando sozinha na mesma cidade,trabalho,faço pós graduação e estudo muito pra v se consigo sair da pindaiba, pois mesmo trabalhando ainda dependo deles pq o meu didndim não da pra bancar meus projetos intelectuais, mais é muito gostoso, esta na sua casa sozinhaaaaaaa e sem ngm pra encher o saco, hj mesmo sai pra comprar um quarto novo,pois o meu era ainda de qdo fui morar sozinha,ou seja, a quase 8 anos, ai como e gostoso, chegar em ksa, lavar a louça no dia q eu quero, tomar banho c a porta do banheiro aberta, andar pelada e ficar qto tempo eu quiser jogando meu querido the sims 3 e ainda levar meu amado pra dormir agarradinha cmg qdo eu quero…

  24. Bom eu acho que morar sozinho é uma boa ideia, desde que vc tenha motivos para isso e um objetivo..

    é eu moro com minha irma e minha mae, mas ja venho comunicando a minha mae que na primeira oportundade estarei saindo de casa e voltando para a nossa cidade, para estudar e trabalhar.
    Tudo bem minhafamilia toda mora la ainda, mas depois de grande morar na casa de Tios é bem complicado por mais amaveis qu eles sejam. Tudo bem se for 1 ou 2 meses nos maximo, pois esse tempo é o necessario pra vc se organizar e se mudar morar sozinho..

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*