Meu amigo é o Hiro Nakamura!

O Ricardo Oshiro não é apenas um dos meus melhores amigos, ao lado de outros dois caras que são praticamente irmãos. Assim como eu, estudou eletrotécnica mas praticamente não trabalhou na área. Hoje é um ator muito promissor.

Seu sonho é viabilizar um filme sobre as aventuras de um imigrante japonês no Brasil. Por enquanto, sua trilha a caminho do sucesso profissional já lhe rendeu muitos sucessos no teatro, além de algumas aparições na TV: uma participação especial na novela “Cidadão Brasileiro”, da Record, e vários comerciais.

Um deles nem vale a pena lembrar: Oshiro era um dos três cururus de terno colorido, que surgiam do nada no meio das Casas Bahia para interpretar uma coreografia descabida enquanto cantarolavam “compra compra compra”. Em outros dois, no entanto, ele se destaca. André Marmota formou-se jornalismo e ainda estuda o tema na pós-graduação. Mas o que importa é ter saúde, não é mesmo? Quer saber mais?

Leia outros posts em Plantão Marmota. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (9)

  1. Assistí ao primeiro episódio no Universal Channel no fim de semana e gostei bastante. Ainda não vi “tudo aquilo” que todos falam, mas tem uma temporad inteira pela frente e o primeiro episódio me foi suficiente que potencial para ver esse “tudo aquilo”, a série realmente tem.

  2. Marmota, pelo amor de Deus baixe os episódios restantes nos links que te passei (o décimo oitavo começa daqui a pouco na TV americana). Eu PRECISO de alguém para comentar os últimos acontecimentos hahahaha Poxa, é verdade, o Hiro tem um blog e eu esqueci de citar isso!

  3. Comentário retardatário:

    Assim que apareceu aquele cidadão entediado em seu cubículo, tentando manipular o ponteiro do relógio com a força do pensamento, eu gritei: “cara alho, é o Oshiro!”.

    E ouviram-se ecos e repetecos entre os que conhecem a versão brasileira… :-)

    …Herbert Richards

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*