Mais importante que a árvore

Arvinha e lampinhas Natal é uma data importante para a nossa nação, composta em sua grande maioria por católicos. Tal relevância faz com que um mar de gente enfrente filas gigantescas em busca de enfeites, presentes e comidinhas. O milagre natalino coloca dinheiro nas ruas, cria empregos temporários, faz a economia girar. Não por acaso, um dos símbolos mais relevantes dessa época é a árvore, carregada de luzes e presentes.

Esses dias, recebi um queixume. “Toda casa tem uma árvore… Mas nem todo mundo lembra do presépio, que é muito mais importante”. Faz todo sentido: antes de ser uma ode ao Papai Noel e aos filmes nevados de Hollywood, o Natal é a festa de aniversário mais comemorada no mundo cristão. E independente da sua crença, o dia já é consagrado à família, à paz e à solidariedade. Mesmo sem troca de presentes.

Presépio!

Daqui a pouco, quando você estiver em casa festejando com quem você gosta, diga a todos: “o presépio é mais importante que a árvore”. Se alguém quiser discordar ou fazer chacota, diga que é Natal e bate o sino pequenino de Belém.

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Marmota ilustrado. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (4)

  1. Que mais posso desejar para um blogueiro bacana como você? Muito bem mandado este post. Aqui nos EUA ficam tentando juntar o Natal com o Chanukkah. Foram dois milagres diferentes e nnao tem nada a ver esse afã consumista.
    Só que o Brasil é culturalmente católico ou era católico. É mais um país de “católicos nnåo praticantes.” Gsoto da idéia da redenção no N.T.
    Bom Natal e amei a sua ceia natalina.

  2. tudo bem, pelo menos o presépio lembra o real sentido da festa, mas a árvore não existe por causa do Papai Noel. Ela veio antes dele. O pinheiro nos países nórdicos é a única árvores que não perde as folhas no rigoroso inverno, por isso, é tida como símbolo da esperança, da vida. Assim como o menininho lá de Belém… As bolas são sinal de fecundidade, já que representam os frutos da árvore…

    Feiz Natal

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*