Eu (ainda) vô cum vocêis!!!

Salvador (BA) – Tem gente que realmente não acredita na lendária história do sujeito enigmático que apareceu diante dos meus amigos no litoral fluminense. Outros, perplexos com aquela situação, buscam explicações variadas. Uma das mais convincentes foi a da Carol Canossa:

Estou escrevendo este e-mail para você apenas para contar que eu descobri (por acaso, lógico) quem era o afro-descendente que assustou você e seus amigos em Parati. Aquele que falava "Eu vô cum vocêis!!!"... Clique neste link aqui e confira com os seus próprios olhos.

O link aponta para uma notícia, cuja imagem é reveladora:

Não é que você estava diante de um supercampeão mundial e olímpico? E perdeu a entrevista! Chique nu urtimo! A diferença é que lá na Escócia ele trocou a camisa azul pelo verde, além de ter tirado o gorro (deve ser proibido em competições).

Verdade, Carol. Isso também explica o sumiço rápido. Da próxima vez, deixo o gravador engatilhado.

E você, como consegue explicar a lenda do “eu vô cum vocêis”?

André Marmota pode perder um grande amor, um amigo de longa data ou uma oportunidade de trabalho... Mas não perde a piada infame. Quer saber mais?

Leia outros posts em Alô Marmota. Permalink

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*