Em quem você acredita?

Então nosso representante maior da nação decide chamar seus assistentes para uma reunião em seu sítio destinado para criação de frangos e suínos comandado por um sujeito corcunda e de feições alteradas. Aproveitou as câmeras ligadas enquanto o churrasco não era servido e falou.

“Estou consciente da gravidade da crise política. Eu ajudei a criar o PT, perdi três eleições presidenciais e ganhei a quarta. O PT foi criado para lutar ao lado da ética na política e do povo pobre. Meu governo, com a ação da Polícia Federal está investigando a fundo todos os envolvidos. E vamos continuar assim até o fim, até que todos os culpados sejam julgados. Mas só isso não basta. Me sinto traído por práticas inaceitáveis das quais nunca tive conhecimento. Estou indignado. É a mesma indignação que qualquer cidadão honesto deve estar sentindo”.

Depois dessa, me dei conta: nossa última enquete, sobre em quem você acredita, trazia um barbudo como alternativa. Mas faltou outro. De verdade, não se sabe qual dos dois merece algum crédito: Lula ou Papai Noel.

Por aqui, o velhinho que só viaja no Natal tem mais credibilidade: dos mais de 230 visitantes que passaram por aqui, 80% preferem acreditar no velho Noel a ter que ouvir as histórias de Roberto Jefferson, José Dirceu e Marcos Valério – personagens centrais da maior crise política que o país já experimentou – e que ainda não terminou.

Entre os três, o carequinha recebeu apenas um voto. O quase-ex-deputado petista, seis. Os outros votos, pouco mais de 17%, foram para o estopim da brincadeira e sua retórica mordaz – o que não deixa de ser impressionante, já que a sua simpatia a serviço da verdade não esconde sua picaretice.

Mas enfim. Diante disso, já é possível tirar algumas conclusões: o PT acabou; minha paciéncia para esse assunto também; o Governo Lula está praticamente no mesmo caminho; as eleições do ano que vem serão divertidíssimas; e a indignação que nosso presidente se referiu já está impregnada há muito tempo.

Nossa enquete mensal volta a falar de um tema mais ameno e que requer pouca crença política para participar: relacionamentos à distância, em mais uma reprise desta seção. Só nos resta saber se o resultado final será parecido. Novamente, sua participação é fundamental!

Comentários em blogs: ainda existem? (9)

  1. Infelizmente o lula já era. Digo infelizmente porque ele trazia um pouco da esperança que existe em cada brasileiro por uma vida melhor e, quem sabe, uma perspectiva de mais justiça social. Confiamos nele na sua turma do PT e quebramos a cara mais uma vez. Caída a ilusão de que existe ética na política qual será nossa escolha nas próximas eleições. Não tmeos mais a visão do partido guardião e protetor das massas. Tudo é farinha do mesmo saco.

  2. É… também sinto que minha paciência acabou com relação a esse assunto. Não sei o que pensar. Não sei a que conclusão chegar. E… sinceramente, fico preocupada com as eleições do ano que vem, porque votar nulo parece a única opção digna, mesmo que aparentemente tão ineficiente.
    Beijo.

  3. Só acredita nesse lula quem é otário, um sujeito imundo que nunca trabalhou na vida, sempre foi vagabundo, se aposentou quando quer dedo mínimo dilacerado era objeto de oposentadoria, ai passou para viver comendo dos sindicatos depois desse pt de coisa nenhuma, é um vagabundo por excelência. Ele ainda não caiu, porque no Brasil não tem político sério e, se tem é um ou dois, a grande maioria está toda com um rabo de palha que não tem tamanho. Pode-se dizer, sem medo de errar, são todos L………….

  4. Eu nunca tive paciência pra esse assunto.

    Eu não acredito no Lula, nem no PT, nem em governo.

    Tá tudo errado. Mas não vai ser eu quem vai arrumar essa bagunça.

  5. Caro Francisco Luiz,

    O Lula que você chama de “otário” e “vagabundo por excelência” – o Lula dos sindicatos, das greves no ABC, da luta contra a ditadura – foi o maior líder da esquerda brasileira das últimas três décadas.

    Aquele Lula, sim, merecia aplausos.

    O problema é que ele não existe mais – só nas lembranças, principalmente, dos que viveram aquela época. Bom seria se o Lula daqueles tempos voltasse num passe de mágica…

    PS) Sobre a enquete: depende muito da distância! Já namorei uma garota que morava em Campinas, e não houve grandes problemas. E já me apaixonei perdidamente por uma mexicana de Guadalajara, mas o namoro obviamente não prosperou…

  6. O Fábio resumiu o que eu viria a dizer.
    Também estou cansado dessa situação e indignado. Mas muito mais por ser atrapalhando enquanto assisto o Jornal de Esportes do que por saber de tudo isso.
    O caos me agrada. Mas saber que isso será resolvido pacificamente não me agrada.
    O Lula só teve o azar de tudo isso acontecer no governo dele.

    Bom, sei la… Dizem que a democracia é boa, que o sistema funcione. Quem lutou contra a ditadura que se entenda!

  7. Eu espero que o governo Lula não tenha acabado, sinceramente gostaria que tudo acabasse bem pelo bem do Brasil. Bom mas eu sou um caso a parte não? Nem sei o que votar na enquente, vou pensar.

  8. Sei lá, eu ainda acho que o Lula não sabia de nada e, por isso, votaria nele de novo. Mas eu PRECISO acreditar nisso, porque senão é voto nulo pra sempre, daqui pra frente, e isso é mau.

    Acho que a alternativa paunuku não ganha dessa vez, hein! :D

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*