Dicionário básico de viagem

“Vai ser uma ótima para treinar o meu inglês”, costumo dizer aos amigos, ao revelar que ficarei alguns dias perdidos em Portugal, Espanha, França e Itália. A piada, na verdade, não está aí, mas sim durante o passeio no velho mundo. O único idioma que conheço razoavelmente bem é o nosso. Isso significa que, na maioria dos casos, vou ter que improvisar com mímicas. Ou em português mesmo.

Em ocasiões simples, porém, não custa nada se esforçar e tentar arranhar algumas palavras no idioma local. Muitas vezes, o interlocutor poderá sentir pena deste pobre coitado, fazendo a sua parte para conceber a comunicação também de maneira árdua. Se for um vendedor, então, o esforço pode ser compensador. O máximo que pode acontecer é uma pequena briga com algum francês xenófobo – até aí, tudo bem: nunca mais vou ter contato com o indivíduo mesmo…

Faltando pouco menos de dez dias para o nosso embarque, preparei esta indispensável tabelinha. Longe de ser um especialista, tenho absoluta certeza de que muitas das expressões abaixo não significam piciroca nenhuma… Mas que certamente serão úteis, ao menos, para revelar nossa personalidade – nesse caso, o idioma é o de menos.

  português inglês espanhol francês italiano
o básico do básico Bom dia, boa tarde, boa noite Good morning, good afternoon, good evening / night Boenos días, buenas tardes, buenas noches Bonjour, bonsoir Buon giorno, buona sera, buona notte
o básico Sim, não, por favor, desculpe-me, muito obrigado Yes, no, please, excuse-me, thank you very much Sí, no, por favor, disculpe, muchas gracias Ouí, non, s’il vous plait, pardon, merci beaucoup Sí, no, per favore, mi scusi, grazie tante
alô entre amigos Fala, estúpido! Talk, stupid! Habla, estúpido! Il parle, stupide! Parla, stupido!
a mais usada Não entendi, repita? Fala português? I don´t understant, will you repeat? Do you speak portuguese? No entiendo, quiere repetir? Hablas portugues? Je ne comprends pas, répétez. Parlez-vous portugues? Non capisco, vuol ripetere? Parli portoguese?
antes de comprar Quanto custa? How much? Cuánto vale? Combien coute? Quanto costa?
ao não comprar Estou só olhando… Tá tudo muito caro! I’m just looking… All the things are very expensive Estoy solamente mirando… Los regalos son muy costosos! Je regarde seulement… C´est tout trop chére! Sto Soltanto osservando… Tutto molto costoso!
procurando lugares Onde fica o hotel, o restaurante, o bar, o museu? Where is the hotel, the restaurant, the snackbar, the museum? Indíqueme un hotel, restaurant, bar, el museo Oú est un hotel, un restaurant, un bar, le musée? Dov’è un albergo, un ristorante, un bar, il museo?
ao sair de lugares ruins Nunca mais ponho os pés nesta espelunca! Never more I’ll put my feet in this dirty place! Nunca más pondré mis pies en esta suciedad! Jameis je mettrai mes pieds dans cette saleté! Mai metterò i miei piedi in questo sporcizia!
ao se apresentar Eu sou brasileiro, e não desisto nunca! I´m brazilian, and I never desist! Yo soy brasileño, y nunca renuncio Je suis brasilien, et je ne renonce jamais! Io sono brasiliano, e non cesso mai!
ao puxar conversa E o Peixão, hein? What about the Big Fish, man? Que pasa con El Gran Pescado, muchacho? Que diriez-vous des Poisson, cherry? Che cosa quel Pesce, caspite?
antes de ir embora Qual seu e-mail? Anote o meu, escreva para mim! What´s your e-mail? Here is mine, write to me! Cual es tu correo electronico? Acqui el mio, escribeme! Quelle est ton adresses électronique? Voilà la mienne, escris-moi! Il tua posta elettronica? Ecco ilmio, scrivimi!
despedida Tchau! Good bye! Hasta luego! Au revoir! Arrivederci!

Ainda tenho alguns dias pra bolar uma coluna em “português de Portugal”. Coisas como “nunca mais vou estar a colocaire meus pés neste pardeeiro”. Desde já, aceito novas sugestões.

Comentários em blogs: ainda existem? (8)

  1. Hahaha… tem um e-mail que circulou tempos atrás com frases traduzidas ao pé da letra que me matou de rir. Uma das melhores traduções era essa: “Tea with me that I book your face” (‘Chá comigo que eu livro a tua cara).

  2. Não admita de forma alguma ser convidado para uma peladinha (a não ser que seja muito bom de bola). Estes europeus vivem loucos prá nos fazer passar vergonha. Já porrinha, vai fundo!

  3. *gargalhadas* Marmota, você já viu aquele dicionário desse tipo em que as frases estão escritas do jeitinho que a gente lê, tipo “Ráu ar iúú”…. Acho que um desse tipo é bem melhor.
    Beijão, Ju

  4. Não se esqueça de levar uma “cola” de frases indispensáveis à sobrevivência do turista tipo, pelamordedeus onde é o banheiro? E em caso de dúvida faça como uma amiga minha, mantenha o sorriso, não fale nada e vá acenando a cabeça como se estivesse entendendo tudo.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*