Como você veio parar no MMM?

São 16h01 do dia 4 de setembro. Há exatos três anos, portanto, a web ganhava mais uma pagininha.

Quando o MMM entrou no ar, sequer fazia idéia do que poderia virar. Era uma experiência despretensiosa, para testar uma ferramenta popularizada ao extremo durante 2002. Foram três anos crescendo, fermentando, encorpando… Hoje fico impressionado: além de estabelecer novos elos com gente bacana, às vezes acho que o MMM é capaz de responder inúmeras perguntas existenciais… Posso dizer com franqueza: hoje não saberia viver sem isso aqui.

Mas enfim. Para não deixar passar a data em branco, agora é a minha vez de perguntar. Use nosso espaço democrático mais uma vez: Como chegou aqui? E por que teve (ou não) vontade de voltar mais vezes? Há quanto tempo aparece aqui? O que te agrada? E o que te incomoda? Falta alguma coisa? O que você prefere encontrar aqui? Comentários sobre notícias gerais, sobre Internet ou comportamento? Anedotas da minha vida? Tem algum destes mil e tantos posts que voce chama de “meu preferido”?

Claro que não precisa responder tudo, mas se este espaço também faz parte da sua vida, deixe seu registro. Aproveito para agradecer imensamente a todos que visitam, lêem, deixam comentários e criam esse vínculo – além de pedir desculpas por qualquer coisa, especialmente por não dar a você a atenção que gostaria.

Em tempo: Aproveitem e dêem uma passadinha no Pirão sem Dono, que tem comemoração dupla neste domingo: além de comemorar três anos de blog, o Marcos VP se destacou entre dois mil escritores e teve um texto selecionado entre os dez melhores do concurso “Contos do Rio”, promovido pelo jornal O Globo. Nas próximas semanas ele será publicado no jornal, além de figurar num livro-coletânea e concorrer ao prêmio de melhor conto. Sensacional!

Comentários em blogs: ainda existem? (27)

  1. Cheguei aqui, se não me engano, pelo Virunduns, site de “letras de músicas cantadas erroneamente”, do qual você era um dos artífices. Mas o que me chamou atenção foi a série de vídeos em Florianópolis (por coincidência, na época, também tinha colocado uns videos de Floripa no meu site).

    Desde então, venho sempre que posso, e fico chateado quando “perco” algum post interessante ou polêmico, quando fico muito tempo sem vir. Acho que isso dá uma medida do quanto este blog é importante para mina vida “internética”.

    O site é a sua cara, caro André, bem “pop”, aborda assuntos sérios de uma maneira leve e descontraída, como todo bom blog deve ser.

    Parabéns! Continue assim e não perca o fôlego! Vida longa ao Blog do Marmota!

  2. Assim como no meu, quando completei três anos (estou desde março de 2002), é tão gostoso quando a gente vê quanta coisa mudou na vida da gente, e como esse meio nos ajudou (direta ou indiretamente) a tomar um novo rumo.

  3. nao tenho a minima lembranca de como cheguei aqui, marmota, mas desde a primeira vez, gostei do humor/ ironia e conteudo. Voce eh bom e seu blog eh o 10! Uma referencia pra mim, que estou ‘doida’ pra ter meu dominio/ host/ wordpress, etc, etc…
    Parebens pelo aniverario e obrigada pelo blog!

  4. Eu já te conhecia de nome. Por causa do Virunduns, talvez. Ou então por causa de outra coisa que eu não me lembro agora.
    Aí você escreveu o manual de Star Wars para leigos, e eu achei genial, e linkei.
    E aí a gente começou a se falar no msn.
    E aí eu comecei a sentir falta de falar com vc.
    E a visitar o MMM todos os dias.
    Duas vezes por dia, na esperança, algumas vezes.

    Eu gosto muito de ti, Andrezito.
    E teu blog é muito bacana.

  5. Cara, faz uns 2 anos q acompanho o marmota, sempre q ligo o pc daki do trabalho, olho meu email, e em seguida corro pro marmota, é um vicio, e sempre me surprendo com os temas q vc coloca, as situaçoes do cotidiano, sua forma de escrever tb é cativante. Nunca deixei comentario antes,,,mas ja q esta data é especial nao quis deixar passar. Valeu cara, sou da paraiba, campina grande, e pode dizer q vc tem um fã paraibano.

  6. Marmota,

    *parabéns!!!* Eu leio o seu blog há exatos 3 anos – ou seja, desde que ele nasceu. E devo testemunhar: é simplesmente o máximo – e cada vez melhor!

    Beijocas,
    da Thania

  7. Antes de tudo, parabéns! É bom saber que podemos encontrar vida inteligente e divertida (coisas quase inconciliáveis) na internet.
    Cheguei no seu blog depois de ter aulas com você (pra quem não sabe, o André tb é professor!) e, aos poucos descobri que você também era um dos autores do Virundum, que eu já conhecia…
    O resultado disso é que eu acabei viciada no MMM e agora, sempre que posso, deixo um comentário (sem a menor pretensão de ser misterioso).
    Adorei o post da Anadiômena e continuo firme, sempre por aqui, aguardando os novos rumos do blog e o Portal Marmota!
    Beijo!

  8. Epa, vc é professor de quê, meu filho? :) Agora quero saber!

    Cara, acho que eu não sou capaz de responder a nenhuma dessas perguntas! Nem mesmo como cheguei aqui, hahaha! XD

    Mas lembro que o primeiro post que eu li foi o do Star Wars, que eu (enxerido) te corrigi e vc não só aceitou a minha correção como me linkou no meio do post, logo de cara. Fiquei surpreso, acho que foi a sua humildade, tão rara no meio bloguístico, e a sua proximidade ao lidar com os comentaristas como eu, que me fizeram voltar.

    Só espero que eu consiga fazer o meu blog durar tanto tempo assim. Qual é o segredo, hein? :P

    Abração!

  9. Waw! 3 anos.
    Idade do meu primeiro e extinto blog.
    O tempo passa!

    Como cheguei aqui? Bom, a pouco tempo. A net aqui (onde trabalho) é parcialmente bloqueada. Funciona apenas sites .gov, .org e o google. Fuçando esse lado não muito por mim conhecido da net enontrei o MMM. E serio, desde que li a primeira vez (quando você ”quebrou o pé”), virou algo obrigatório (até cheguei a considerar uma volta do meu blog).

  10. Descobri o Marmota em meados de 2003 e, desde então, me tornei leitor fiel. Primeiro, só lendo, e depois, enchendo o saco com comentários constantes.

    Até em 2004, quando passei um semestre em outras bandas, não deixei de acessar o blog. Endereço indispensável na minha lista de Favoritos.

    Enfim, parabéns.

  11. Sinceramente, não lembro MESMO como eu cheguei até você. Só sei que o MMM literalmente faz parte da minha vida. O Mundo Antártico teria mais ou menos a mesma idade, mas adormece no limbo do Blogger.

    Jà apareci aqui em vídeos, fotos e até textos! O que me faz ser seu Fã é esse seu estilo despojado e simpático de escrever. Aliás, esse blog é a sua cara!

    Mas o principal mérito do MMM é ter sido a ponte para chegar até um dos caras mais legais que eu conheci na minha vida: você!

    Por isso eu digo: vida longa ao MMM!

    Um abraço!

  12. Os comentários citando nosso filho abandonado, o Virunduns, me obrigam a fazer-lhe a seguinte pergunta, cumpadi: e aí, o virunduns.com vai decolar? Parabéns pelo blogniver e um abração!

  13. Também cheguei aqui por meio do Viruduns. Tem uns dois anos isso. Fui ficando porque você é inteligentíssimo e isto não é coisa de se despresar. Mas, fiquei definitivamente cativa quando percebi sua personalidade generosa e humilde, coisa rara, muito rara, hoje em dia. Olha, você é um dos meus endereços (?) do MSN, mas, quando te vejo on-line, fico meio sem graça de puxar assunto. Prometo que vou vencer minha timidez e te dar um “oi” via “borboletinha”. Bjs. E parabéns para nós todos, que temos o privilégio de ler o que você escreve.

  14. Quando comento num blog pela 1ª vez faço questão de dizer como cheguei nele. Assim apago da minha memória a responsabilidade de lembrar qual foi o caminho. Mas provavelmente foi através do Ina ou do Virunduns ou do Bia. Ah, você sabe, dessa turma aí… Parabéns pelos 3 anos!

  15. 3 anos! Putaquipariu! O meu durou 3 meses.
    Se esse blog fosse uma criança, já andaria, falaria e até usaria a privada. (Porém, invariavelmente gritaria “Tio Marmotaaaa, me limpa!”

    Parabéns!

  16. Bem, eu descobri por acaso. Tinha um chefe meu que “carinhosamente” me chamava de marmota. E pegou! Tem um amigo meu que me chama assim até hoje. E como eu estava na época com idéia de fazer um blog coletivo, foi o primeiro nome que me ocorreu. E vc estava lá no Blogger. A partir deste dia, sempre que posso dou uma passadinha aqui (e puxa! Já são 3 anos!).
    Bjos

  17. Irmão, em data próxima comecei um blog em parceria com um amigo, só que esse ano. Estamos meio que em fase experimental. Gostaria que você e outros dessem uma olhadinha. Parabéns pelo aniversário!

  18. Guri,
    Não tenho muito a dizer, já que cada mensagem postada antes da minha falou algumas palavras que pretendia colocar, então farei delas as minhas… *rs
    Poxa, o meu tb estaria com 3 anos (mas seria em 11/11). Apesar de hoje em dia eu estar com um novo, mas bem menos atualizado que o “The Bluesman” tenho que admitir contigo que um blog pode se tornar uma ferramenta indispensável a uma pessoa.
    Já o meu atual, eu estou com novas idéias, só preciso saber se vão funcionar…

    Parabéns e grande abraço!

  19. Se eu me lembro bem, cheguei aqui através do Tecendo Idéias. Entrava, lia, mas nunca comentava…Por muito tempo foi assim…Até que perdi a timidez e resolvi deixar o primeiro comentário, que eu não lembro sobre o que foi. Sinceramente, faço do MMM meu cantinho diário. E por vezes me perco relendo seus arquivos que são sempre divertidos e ainda atuais…
    E tem uma coisa que eu realmente adoro por aqui: o sessão quem é o marmota! Sensacional! :D

    Vida longa ao MMM…E parabéns pra vc André por nos proporcionar tanto divertimento!

    Beijo beijo!

  20. Sinceramente não lembro como cheguei até aqui. A única coisa que sei é que foi através de algum link publicado em outro blog. Mas enfim, entrei, li e gostei, e desde então me tornei leitor assíduo do MMM. Gosto muito da maneira que escreve, dos temas abordados e da transparência do blog.

    Parabéns pelo blog, pelo sucesso e pelo talento nato que tens para com a escrita. E que estes três anos sejam os primeiros de muitos que hão de vir!

    Abraços!

  21. Bem, te falei estes dias sobre o que eu entendo que não deves mais fazer (com relação ao blog).
    Fora isso, acho que devemos muito ao MMM, afinal, se não fosse ele, quem diria que lá em 2003 eu iria ganhar um cartão virtual rechado de quindins que resultou em tantos momentos felizes, bacanas e surpreendentes, né?
    Salve MMM!
    Beijo

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*