Cinco clipes de poperô unânimes (e cinco que eu gostava)

Não sou especialista em música, mas sei que a minha geração, que moldou sua personalidade nos anos 90, foi intensamente influenciada por avanços tecnológicos e pela presença maciça da informática em praticamente todos os aspectos de nossas vidas. Inclusive no som que chegava aos nossos ouvidos.

Então o barateamento e a capacidade adequada de processamento dos modernos computadores fizeram com que DJs do mundo todo (especialmente na Europa) experimentassem toda sorte de batidas eletrônicas com uma letra bem rasa e descompromissada (ou alguma música antiga que fique joinha com roupagem nova), vocais de hip hop e uma voz feminina afinada para o refrão. Com o exagero da expressão “pump it up” nesse tipo de experimento, nascia o que os adolescentes da minha época chamavam de poperô – espécie de balaio (ainda que errôneo) que congrega tudo que, oficialmente, chama-se eurobeat, dance music, new wave, flash house, techno, oréver.

E eu não tenho a menor vergonha em dizer: fui um adolescente apaixonado por poperô. Tudo bem, passava a maior parte das baladinhas na mesa… Mas quando começava o poperô, eu pulava dali e chacoalhava meu tecido adiposo no ritmo do bate-estaca. Era praticamente uma catarse individualista. Tenho certeza de que eu não era o único: a maioria das FMs paulistanas, principalmente Jovem Pan e Transamérica, aproveitaram a popularização do poperô e massificaram sua programação. A 97FM, que até hoje reserva um espaço dedicado, entre outras velharias, ao poperô, começou como rádio rock, mas se vendeu à música eletrônica, abarcando mais fãs.

Mas enfim. Como a onda nostálgica está cada vez mais forte, vamos aproveitar esta noite de sábado para fazer uma pequena festinha anos 90. Com vocês, dois Top 5 dedicados ao nosso passado saltitante. A começar com…

Cinco poperôs unânimes

#5 Technotronic – Pump Up The Jam – Não tinha como não colocar os bregas belgas e a música que praticamente deu origem a todo o movimento.

” color=”#CC0000″>#4 Corona – Rhythm Of The Night – Tenho certeza que muita gente começou a curtir “poperô” por causa da carioca Olga de Souza, que projetou para o mundo o nome da ducha.

” color=”#CC0000″>#3 Double You – Please Don’t Go – Esse carinha, batizado William Naraine, foi uma espécie de ícone. Essa música (e todas do seu primeiro CD) tinham exatamente a mesma fórmula – o seguinte, The Blue Album, era bem mais batuta.

” color=”#CC0000″>#2 Haddaway – Rock My Heart – Em 1993, esse cururu estourou nas paradas com What Is Love. Logo depois veio Life e a baladinha I Miss You. Mas desse primeiro álbum (e único que presta), essa era a mais legal.

” color=”#CC0000″>#1 L.A. Style – I’m Raving – Em 1995, o poperô chegava ao seu auge, prestes a iniciar sua curva decadente (ou evolução, como queiram). Mas ainda dava para cantar “ô né né, né né ô né né” (em tempo, essa música é de 1993 – obrigado, Marcelo!).

ter”>***

Agora, vamos aos meus…

Meus cinco poperôs preferidos

#5 Dr. Alban – It’s My Life – Devo ter a musiquinha desse nigeriano-sueco em umas três ou quatro fitas cassete diferentes…

” color=”#CC0000″>#4 MC Sar & The Real McCoy – Another Night – A fita cassete desse projeto era uma das minhas preferidas. “Run Away” talvez tenha feito muito mais barulho, mas essa me traz lembranças melhores.

” color=”#CC0000″>#3 2 Brothers On the 4th Floor – Dreams – O ano de 1994 já havia consagrado este projeto e muitos outros, a começar por “Never Alone” (legal também). Mas dançar essa era mais divertido.

” color=”#CC0000″>#2 Sunscreen – Love U More – Provavelmente ninguém lembra desse grupinho inglês. Conheci essa música numa viagem ao RS em julho de 1993, numa época em que a Rede Atlântida (a FM da RBS) também despejava poperô na programação.

” color=”#CC0000″>#1 AB Logic – The Hitman – Aplica-se a mesma regra: no fim daquele ano de 1993, a Atlântida ainda abusava do Poperô. Usou essa musiquinha até para apresentar um programa especial do tradicional concurso Garota Verão. Enfim, fora essas reminiscências locais, ainda acho bacana.

ter”>***

Puxa, faltou Ace of Base, Ice MC, DJ Bobo, Masterboy, La Bouche, Nicki French e a maioria dos nomes que se repetiam nas Sete Melhores da Pan. Esse é o tipo de post que exige um volume 2, não acham?

André Marmota dialoga muito com o passado, cria futuros inverossímeis e, atrapalhado, deixa passar algumas sutilezas do presente. Quer saber mais?

Leia outros posts em Top 5. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (18)

  1. hahahahahaha

    foda!

    me diverti muito. to sem palavras concretas além de “foda” e “do caralho” pra me expressar agora (peraí, “do caralho” não é palavra, mas expressão) mas espero ter conseguido formular algo. enfim… pump me up!

  2. Olha, confesso que apesar de ser também um adolescente dos anos 90 eu fiquei totalmente por fora de tudo que você falou nesse post. Para ser sincero só me lembro bem (e gosto) de “Pump Up The Jam”. Eu nunca ouvia Transamérica ou JP, era mais o tipo “Brasil 2000”.

  3. ARGH, até eu tive essa fase, hehe! Gostava mais de Masterboy e Ace of Base. Mas, cara, meu deus do séu, eu ODIAVA Double You! O.o Cruz credo!

  4. Faltou citar também Black Box e Snap, que durante várias semanas comandaram os hit parades pelo mundo afora.

    Assisti a um show do Technotronic em Brasília, em 1990, na finada boate zoom. Era fã das músicas deles, que tocavam na FM. Foi uma das coisas mais decepcionantes que já vi na minha vida. Eles eram muito ruins de palco, e ficavam na base do playback e de danças toscas.

  5. Ei, aqui é o Tuca e tanto este comentário como o de cima foram feitos por mim. Tô na casa da Pat e esqueci que os cookies ficam direto, mesmo que mudemos o nome e os links nos campos…
    Abraço!

  6. Sensacional! Só pérolas!
    Eu adicionaria algumas outras à lista:
    Milli Vanilli – Girl You Know It’s True
    Linear – Sending All My Love
    Alguma coisa do C+C Music Factory também.

    Muito bom o seu blog.

    Coincidentemente, falei alguma coisa sobre isso dia desses lá no meu blog. Se quiser dar uma olhada, são esses dois posts:
    http://fidedigno.wordpress.com/2007/06/22/milli-vanilli-baltimore-club/
    http://fidedigno.wordpress.com/2007/06/14/time-to-make-the-floor-burn/
    E esse, sobre um programa de TV de Detroit dos anos 80:
    http://fidedigno.wordpress.com/2007/06/21/the-new-dance-show/

  7. Duas correções que gostaria de fazer no seu texto:
    – New Wave não tem nada a ver com “poperô”. New Wave é rock do início dos 80 de bandas como B-52’s, Billy Idol, Cure, Smiths, etc.
    – L.A. Style – I’m Raving é de 1993, e não de 1995.

    Tirando isso, o post é bem legal.
    Abraço.

  8. Não pude ver os vídeos pq o YouTube não permite no trabalho. MAs só de ver os nomes dos célebres artistas… Que isso? Estou de volta aos anos 90? Só de ler os títulos das músicas achei que, ao levantar da cadeira, ia ligar na rádio e encontrar a RPC, Transamérica e a Cidade ou, ao conectar a TV, parar na MTV no canal 9, aqui no Rio, ligar para os meus amigos pra organizar uma festa americana e marcar um cinema, talvez Aladdin, Parque dos Dinossauros ou Batman, o Retorno. Eu tinha um CD chamado “Festa Mix 3” que devia ter metade dessas músicas aí. Só ficou faltando, claro, Dee-lite e sua “Groove is on the heart”. Snap! também era o bicho.

  9. Bala seu blog…muito irado essas musicas…cara eu sou fanzão dessas perolas… EURODANCE Eu tenho mais de mil musicas dessa época entre 1990 e 1995… e só pra confirmar com toda a certeza L.A. Style – I’m Raving não é de 1993 e sim do finzinho de 1992… mas estourou mesmo em 93… quem quizer saber tudo sobre seus artistas preferidos de qualquer estilo internacional clic em http://www.discogd.com e lá vai ficar por dentro de tudo…eu baixo uma música e logo vou lá pra ver seu ano certinho, seu real estilo, etc…
    Caras eu ainda colocaria aqui nesse maravilhoso blog alguns Hit do 2 Unlimited, Pharao, Loft e Culture Beat, q além desses todos também bombaram…pelo menos aqui no RS!!

    E se alguem quizer umas músicas dessa época entrem aqui no meu HD vortual, q lá tenho algumas coisinhas…
    http://www.4shared.com/dir/1456028/f09d593d/sharing.html
    Faloww…um abração e parabéns brother!!

  10. A vida na blogosferaA blogosfera é uma coisa divertida, cultural e útil! Não assino newsletter e nem assino feed de nenhum grande portal de informação, assino apenas blogs, e com eles tenho acesso à informações relevantes ao meu contexto, ao meu modo de vida e int…

  11. adorei todasssss…principalmente a do raddaway…..muito massaaaaa!!!!

    quero um cd so com as antigasssss!!!!
    como faço???

  12. cara foi de mais escutar as musicas do passado valeu!!!!! meu domingo foi bem melhor graças as vcs.

  13. kara, tb sou dos anos 90 e era rokero, assim como outros coleguinhas da época o popero conseguiu nos dar uma “conquistada”nesta epoca, talvez poq era novidade….abçs a todos..

  14. Nossa que post maneiro, criei uma lista, obrigada por passar essas infos tão legais e pela colaboração de todos. Ri muito nessa época e estou rindo agora. TY!!!!

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*