Brasil x Argentina? Só se houvesse um “torneio da consolação”

Enquanto metade dos palpites para uma decisão previam a Espanha campeã, a outra aguardava com ansiedade o desenrolar da “Copa América” em plena África, prevendo um duelo entre brasileiros e argentinos. Pena que nenhum dos dois favoritos conseguiram demonstrar sua força e já voltaram para casa. Uma pequena inclusão no regulamento, no entanto, permitiria a realização desta partida ainda nesta última semana de Copa do Mundo.

O economista Thiago Barros Ribeiro, certamente baseado nos campeonatos mundiais de vôlei e basquete, pegou emprestado a realização do “torneio da consolação” e sugeriu sua disputa semelhante: confrontos entre seleções já eliminadas para determinar a posição final de cada país. Desde sempre, esta definição leva em conta os pontos obtidos até a eliminação. No caso desta Copa, temos:

PG J V E D GP GC SG

Argentina

12 5 4 0 1 10 6 4

Brasil

10 5 3 1 1 9 4 5

Gana

8 5 2 2 1 5 4 1

Paraguai

6 5 1 3 1 3 2 1

Japão

7 4 2 1 1 4 2 2

10ºChile

6 4 2 0 2 3 5 -2

11ºPortugal

5 4 1 2 1 7 1 6

12ºEstados Unidos

5 4 1 2 1 5 5 0

13ºInglaterra

5 4 1 2 1 3 5 -2

14ºMéxico

4 4 1 1 2 4 5 -1

15ºCoréia do Sul

4 4 1 1 2 6 8 -2

16ºEslováquia

4 4 1 1 2 5 7 -2

17ºCosta do Marfim

4 3 1 1 1 4 3 1

18ºEslovênia

4 3 1 1 1 3 3 0

19ºSuíça

4 3 1 1 1 1 1 0

20ºÁfrica do Sul

4 3 1 1 1 3 5 -2

21ºAustrália

4 3 1 1 1 3 6 -3

22ºNova Zelândia

3 3 0 3 0 2 2 0

23ºSérvia

3 3 1 0 2 2 3 -1

24ºDinamarca

3 3 1 0 2 3 6 -3

25ºGrécia

3 3 1 0 2 2 5 -3

26ºItália

2 3 0 2 1 4 5 -1

27ºNigéria

1 3 0 1 2 3 5 -2

28ºArgélia

1 3 0 1 2 0 2 -2

29ºFrança

1 3 0 1 2 1 4 -3

30ºHonduras

1 3 0 1 2 0 3 -3

31ºCamarões

0 3 0 0 3 2 5 -3

32ºCoréia do Norte

0 3 0 0 3 1 12 -11

Curiosamente, entre os quatro primeiros colocados, temos uma partidinha que envolve os perdedores das semifinais, o que denotaria um tremendo anti-climax. De qualquer forma, por que não confrontar seleções eliminadas para definir as posições finais? Não seria necessário um chaveamento complexo como ocorre no vôlei ou basquete: bastaria mais um jogo para cada país. Sem falar que seria uma saída perfeita para o vazio deixado por dias como o último domingo ou mesmo esta segunda.

O Thiago ainda faz uma proposta interessante, contrastando com o sistema de prorrogação e pênaltis na segunda fase da Copa:

Para não obrigar os jogadores a um esforço excessivo para alguém que já perdeu as chances de título, o TC contaria com regras especiais, inspiradas nos Torneos de Verano argentinos, devidamente adaptadas em nome da emoção. Cada jogo teria 45 minutos e, em caso de empate, iria direto para a disputa de pênaltis. Se um time abrisse uma vantagem de dois gols durante o tempo regulamentar, seria imediatamente considerado vencedor por nocaute.

Observe novamente a tabelinha acima, siga a sequência, ocupe os dias sem jogos e estádios ociosos: a decisão do quinto lugar seria exatamente um eletrizante Brasil x Argentina. Gana teria uma nova chance diante de um sul-americano, enfrentando o Paraguai de Larissa Riquelme. Japão x Chile reuniriam duas boas surpresas da primeira fase. Na sequência: Portugal x EUA, Inglaterra x México, Coréia do Sul x Eslováquia… Até chegarmos a França x Honduras e Camarões x Coréia do Norte e sentirmos saudade daqueles jogos modorrentos das primeiras semanas. Mas tem mais, como lembra o Thiago:

Austrália e Nova Zelândia faria parar toda a Oceania. Os habitantes das grandes ilhas encheriam dezenas de estádios de rugby para acompanhar a batalha. Itália e Grécia decidiriam em campo quem foi o melhor da Antiguidade. Nigéria e Argélia definiriam quem está à frente na disputa entre as Áfricas negra e branca.

A idéia é realmente perfeita para os torcedores apaixonados. Mas teria que contar com o ânimo dos derrotados…

André Marmota pode perder um grande amor, um amigo de longa data ou uma oportunidade de trabalho... Mas não perde a piada infame. Quer saber mais?

Leia outros posts em Marmota na Copa. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (2)

  1. Obrigado pela citação. Em relação ao chaveamento proposto em meu blog, apenas uma observação: lá, o confronto para a definição do 5º lugar se daria entre Japão e Estados Unidos, passando Portugal e Chile para a definição do 7º. Isso porque considerei o ponto conquistado pelos norte-americanos no empate diante de Gana, no tempo normal de jogo, o que os deixaria com 6 pontos e à frente de chilenos e portugueses no critério de desempate.

    Abraço

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*