Brasil x Argentina? Só se houvesse um “torneio da consolação”

Enquanto metade dos palpites para uma decisão previam a Espanha campeã, a outra aguardava com ansiedade o desenrolar da “Copa América” em plena África, prevendo um duelo entre brasileiros e argentinos. Pena que nenhum dos dois favoritos conseguiram demonstrar sua força e já voltaram para casa. Uma pequena inclusão no regulamento, no entanto, permitiria a realização desta partida ainda nesta última semana de Copa do Mundo.

O economista Thiago Barros Ribeiro, certamente baseado nos campeonatos mundiais de vôlei e basquete, pegou emprestado a realização do “torneio da consolação” e sugeriu sua disputa semelhante: confrontos entre seleções já eliminadas para determinar a posição final de cada país. Desde sempre, esta definição leva em conta os pontos obtidos até a eliminação. No caso desta Copa, temos:

PG J V E D GP GC SG

Argentina

12 5 4 0 1 10 6 4

Brasil

10 5 3 1 1 9 4 5

Gana

8 5 2 2 1 5 4 1

Paraguai

6 5 1 3 1 3 2 1

Japão

7 4 2 1 1 4 2 2

10ºChile

6 4 2 0 2 3 5 -2

11ºPortugal

5 4 1 2 1 7 1 6

12ºEstados Unidos

5 4 1 2 1 5 5 0

13ºInglaterra

5 4 1 2 1 3 5 -2

14ºMéxico

4 4 1 1 2 4 5 -1

15ºCoréia do Sul

4 4 1 1 2 6 8 -2

16ºEslováquia

4 4 1 1 2 5 7 -2

17ºCosta do Marfim

4 3 1 1 1 4 3 1

18ºEslovênia

4 3 1 1 1 3 3 0

19ºSuíça

4 3 1 1 1 1 1 0

20ºÁfrica do Sul

4 3 1 1 1 3 5 -2

21ºAustrália

4 3 1 1 1 3 6 -3

22ºNova Zelândia

3 3 0 3 0 2 2 0

23ºSérvia

3 3 1 0 2 2 3 -1

24ºDinamarca

3 3 1 0 2 3 6 -3

25ºGrécia

3 3 1 0 2 2 5 -3

26ºItália

2 3 0 2 1 4 5 -1

27ºNigéria

1 3 0 1 2 3 5 -2

28ºArgélia

1 3 0 1 2 0 2 -2

29ºFrança

1 3 0 1 2 1 4 -3

30ºHonduras

1 3 0 1 2 0 3 -3

31ºCamarões

0 3 0 0 3 2 5 -3

32ºCoréia do Norte

0 3 0 0 3 1 12 -11

Curiosamente, entre os quatro primeiros colocados, temos uma partidinha que envolve os perdedores das semifinais, o que denotaria um tremendo anti-climax. De qualquer forma, por que não confrontar seleções eliminadas para definir as posições finais? Não seria necessário um chaveamento complexo como ocorre no vôlei ou basquete: bastaria mais um jogo para cada país. Sem falar que seria uma saída perfeita para o vazio deixado por dias como o último domingo ou mesmo esta segunda.

O Thiago ainda faz uma proposta interessante, contrastando com o sistema de prorrogação e pênaltis na segunda fase da Copa:

Para não obrigar os jogadores a um esforço excessivo para alguém que já perdeu as chances de título, o TC contaria com regras especiais, inspiradas nos Torneos de Verano argentinos, devidamente adaptadas em nome da emoção. Cada jogo teria 45 minutos e, em caso de empate, iria direto para a disputa de pênaltis. Se um time abrisse uma vantagem de dois gols durante o tempo regulamentar, seria imediatamente considerado vencedor por nocaute.

Observe novamente a tabelinha acima, siga a sequência, ocupe os dias sem jogos e estádios ociosos: a decisão do quinto lugar seria exatamente um eletrizante Brasil x Argentina. Gana teria uma nova chance diante de um sul-americano, enfrentando o Paraguai de Larissa Riquelme. Japão x Chile reuniriam duas boas surpresas da primeira fase. Na sequência: Portugal x EUA, Inglaterra x México, Coréia do Sul x Eslováquia… Até chegarmos a França x Honduras e Camarões x Coréia do Norte e sentirmos saudade daqueles jogos modorrentos das primeiras semanas. Mas tem mais, como lembra o Thiago:

Austrália e Nova Zelândia faria parar toda a Oceania. Os habitantes das grandes ilhas encheriam dezenas de estádios de rugby para acompanhar a batalha. Itália e Grécia decidiriam em campo quem foi o melhor da Antiguidade. Nigéria e Argélia definiriam quem está à frente na disputa entre as Áfricas negra e branca.

A idéia é realmente perfeita para os torcedores apaixonados. Mas teria que contar com o ânimo dos derrotados…

André Marmota acredita em um futuro com blogs atualizados, livros impressos, videolocadoras, amores sinceros, entre outros anacronismos. Quer saber mais?

Leia outros posts em Marmota na Copa. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (2)

  1. Obrigado pela citação. Em relação ao chaveamento proposto em meu blog, apenas uma observação: lá, o confronto para a definição do 5º lugar se daria entre Japão e Estados Unidos, passando Portugal e Chile para a definição do 7º. Isso porque considerei o ponto conquistado pelos norte-americanos no empate diante de Gana, no tempo normal de jogo, o que os deixaria com 6 pontos e à frente de chilenos e portugueses no critério de desempate.

    Abraço

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*