Agora podemos dizer: ela voltou!

Vejam só como são as coisas. Até ontem, imaginava que o restante de semana não seria muito diferente do começo conturbado, e que poderia fazer um bate-e-volta para qualquer lugar na minha folga de final de semana. Eis que, ao final desta terça, tudo mudou.

Minha “dinda” e nossa promoter Nikki está de volta! Ela lembrou que o dia oito de novembro marca a data do primeiro encontro de blogueiros promovido por ela, no Barbahala. “Por que não comemorar a data reunindo os amigos num lugar agradável? Podíamos jogar boliche no sábado! Marmota, faça um banner que eu divulgo!”

Pois muito bem. Sábado à noite é dia de esticar bem os braços e jogar boliche ao lado da Nikki e seus amigos! Topam? (Já fiz a minha parte, dinda. Agora é contigo!)

Obs. 1: Ao contrário do que eu imaginava, não terei problemas para ir à festa hoje à noite. Vamos? Sem condições: acabei saindo da redação a uma da manhã, com cara de “quero ir para casa”.

Obs. 2: Quer lembrar como foi a festa da Nikki, há um ano? Confira as fotos da época clicando aqui, aqui, aqui e por fim aqui!

Obs. 3: Agora está marcado em caráter oficial: sábado, dia oito, 18 horas, nas mesinhas defronte ao Boliche 300, nas catacumbas do Shopping Eldorado (Av. Eusébio Matoso, “esquina” com a Marginal Pinheiros). Apareça e mostre do que você é feito!

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Outros. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (7)

  1. ‘Tava falando sobre isso com ela ontem no icq… Q ela era a grande agitadora dos blogs ;-) Mas vc é rápido, hein? Já tem até banner pronto. Ou serei eu q durmo demais?

    Beijocas.

  2. Marmota, dá licença???

    Coragem, eu fora do país? Mas como assim, Bial?

    Roger, eu vou! Eu vou!!!

    Agora sim, muito obrigada pelo banner, pelo post, pelo carinho… Por ser você. :P

    A dinda aqui está feliz. Muito feliz.

    Se pá nos vemos no festerê de hoje, né?

    Beijo,

  3. Se o agente Smith não interferir, estarei lá no bowling.

    E quanto ao post do AllTV: Bem no comecinho do babado, fui indicado para a tal emissora via net. Um conhecido do Luchetti havia comentado sobre os meus dotes como locutor e apresentador. Aquela coisa de QI. Eis que, no dia marcado, fui até os estúdios, mas sequer consegui passar da portaria, onde o segurança me olhava feio. E pior: o clima de lá era tão competitivo que fiquei extremamente decepcionado.

    Saí de lá crente que aquilo não é pra mim, apesar de muito admirar as mídias “rádio” e “televisão”. O problema é simples: meu conceito sobre eles não é exatamente aquilo que está lá, sendo transmitido diariamente.

    Acredito num rádio mais útil e numa televisão mais divertida e cultural. Mas fica difícil conseguir espaço onde bundas rebolam, e locutores xingam o ouvinte.

    Mas meu sonho é montar uma rádio ou tv pirata, devidamente instalada dentro de uma Kombi, itinerante. Invadiria frequências do bairro inteiro e mostraria pra esse povo quem nem só de desgraça se faz entretenimento.

    (post extenso e pretensioso detected!)

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*