A verdade sobre o primeiro de abril

Todo mundo percebeu: como ocorre nos últimos quinhentos anos, tivemos um dia perfeito para chamar aquela baranga de miss, o chefe pentelho de meu querido ou mesmo aquele governante inútil de competente. O mundo, que normalmente já é uma mentira, celebrou hoje o seu dia oficial.

Não existe uma explicação precisa para a sua origem. Mas uma busca rápida no Google nos leva ao vilarejo de Gotham, na Inglaterra, por volta do Século XIII. Para evitar a cobrança de impostos do Rei John, todos os habitantes do lugar se fingiram de doidos durante a visita de um enviado real, justamente no dia primeiro de abril. Sua Majestade caiu na encenação dos moradores de Gothan, que desde aquele dia, comemoravam o “dia dos bobos”.

Existe ainda a versão que considero mais provável, que leva em conta a mudança para o calendário gregoriano, no Século XVI. Ela foi estabelecida na França, pelo Rei Carlos IX. Os franceses, acostumados em comemorar o ano novo na virada de março para abril, ficaram indignados e continuaram celebrando a passagem de ano nessa época.

Cambada de bobocas. Ou “peixes de abril”, como eram chamados por outros franceses, por conta da fartura nos rios durante a primavera européia. Foi nessa época que surgiram os primeiros convites para festas inexistentes, presentes descabidos, entre outras brincadeiras. O “bobo de abril” se espalhou pelo mundo com a mesma facilidade das intermináveis bobagens falsas – e clássicas nessa data.

O site Museum of Hoaxes – a palavra inglesa “hoax”, derivada de “hocus pocus”, é o memso que boato – fez uma seleção das 100 melhores pegadinhas de abril de todos os tempos: floresta de espaguete, decreto para mudar o valor de pi, entre outras asneiras que fizeram sucesso mesmo antes da web. Com a rede, então, o volume de histórias absurdas, porém sensacionais, só aumentou. Como não lembrar com carinho especial dos celulares gratuitos da Ericsson, dos rins roubados e vítimas em banheiras com gelo, ou mesmo dos gatinhos bonsai?

Mesmo com alertas sistemáticos – como este, da revista Wired, que lembra causos como a fonte de energia inesgotável, o grill George Foreman com entrada USB, a água desidratada, entre outros – hoje mesmo alguns veículos (principalmente alguns sites esportivos brasileiros) embarcaram na história da demissão do pentacampeão Felipão da seleção (ão?) portuguesa.

“Para um hoax dar certo e ser popular, ele não apenas precisa localizar algo na penumbra do nosso conhecimento, mas também deve apresentar suas afirmações de maneira a fazer as pessoas acreditarem num primeiro momento, embora seja ridículo se pensarmos um pouco mais a respeito”, diz Alex Boese, criador do Museum of Hoaxes, na matéria da Wired.

Mas nem tudo se resume a boatos ou brincadeiras de mau gosto – algumas com “fundo de verdade”, como bem lembram alguns visitantes. Meu amigo Bentão conta uma história sensacional, dos tempos em que ainda trabalhava num conhecido diário do interior paulista: num primeiro de abril qualquer, os leitores foram surpreendidos com manchetes falsas logo na primeira página do jornal. Todas elas. Eram “notícias que gostaríamos de ler”, nada muito absurdo. A capa correta, com as chamadas reais, estava na página dois.

A conclusão? Absurdo mesmo são as notícias de sempre, como se todos os dias fossem primeiro de abril… Em meio a piadinhas e mentirinhas, não custa nada trabalhar, ou mesmo torcer, para que algumas delas saiam da imaginação e tragam algo positivo em nossas vidas.

(Postado em 01/04/2004)

Comentários em blogs: ainda existem? (4)

  1. Obrigada por lembrar-me do aniversário da Redentora, que não foi brincadeira.

    Em nota mais positiva, meu Macintosh novinho em folha chegou ontem para entrar no lugar do “Hillary” de 2003. Realmente é pena que o mercado do Brasil tenha sido só de PCs por tantos anos.

  2. achei que peixes de abril fosse referentes ao Deus Loki que se transformava em salmão para se esconder de Odin… E 1° de abril é qndo se comemora o dia de Loki… chorei!

  3. Ano passado o wordpress colocou os blogs na página principal: bastava vc se logar e pimba! Via seu blog na página principal e ficava todo orgulhoso… mó cascata…

  4. Dia da MentiraNão tinha jeito pior de começar o dia. Estou de férias, e como todo filho-de-Deus, tenho o direito de dormir até tarde nesse perí­odo. Por volta das 11 da manhã, recebo no celular a ligação do meu chefe no trabalho. Atendi e logo me vem ele dize…

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*