A difícil tarefa de ser saudável

Sou desleixado, não nego. Quem me conhece já me ouviu, em algum momento, minha frase preferida: “é que eu durmo de bruços na rede”, explicando a origem da minha portentosa protuberância abdominal. Os mais engraçadinhos já batizaram a minha barriga de árvore de cemitério: “é para cobrir o falecido”.

Não me importo. Na verdade, nunca dei bola para isso. Não até me deparar com este artigo do Julio Daio Borges, em seu Digestivo Cultural. Em determinado momento do texto, o autor praticamente leu meus pensamentos – e talvez o seu:

“Como o atual culto à aparência e à boa forma não combina com uma vida cheia de ambições intelectuais, fingimos que ignoramos que somos feitos de matéria, como todo mundo. Direcionamos todos os esforços ao desenvolvimento da mente e o corpo fica relegado a um último plano”.

É a mais pura verdade. E quer saber mais?

“o corpo nos carrega pela via afora – e maltratá-lo é maltratar a si próprio. Eis uma obviedade que pouca gente engole. Quando você se excede, quando você passa dos limites, é você mesmo quem paga, a vista ou a prazo. Porque a saúde é um “jogo de soma zero”, onde: se você gasta, um dia vai ter de pagar.”

Assustador, né? Mas não perca a compostura. Faça como eu e coloque algo na sua cabeça: sempre há tempo de recuperar o prejuízo e adotar algumas práticas simples para melhorar a qualidade de vida. Resumidamente, as sugestões de Julio Daio Borges são as seguintes:

– Estabelecer horários fixos para comer e dormir (tudo que um jornalista não consegue). Mas é bom tentar: não há corpo que aguente acordar cada dia em uma hora diferente, ou mesmo jantares às três da manhã após aquele almoço das cinco da tarde.

– Atenção redobrada na hora das refeições: evite comer por compulsão. Mastigue devagar e evite muito líquido durante as refeições. Evite mais ainda se o líquido em questão for refrigerante.

– Arrume tempo para uma atividade física, nem que seja uma simples caminhada. Isso faz uma grande diferença. Os efeitos serão ainda maiores se você conseguir desvencilhar qualquer ocupação intelectual durante seus exercícios. Mais ainda se optar por um contato direto com a natureza.

Por fim, e talvez o mais difícil: deixe de ser teimoso e tente fazer ao menos uma dessas sugestões. “Seu corpo vai agradecer. E todo o resto à sua volta vai melhorar”, completa Julio Daio Borges.

É difícil, eu sei. Mas um dia eu vou conseguir.

(Postado em 22/05/2004)

Atualizado – Ora vejam, esse tema se revelou muito mais inspirador do que o meme “blogar por paixão ou dinheiro”! Tanto o Daniel Duende quanto o Franklin Bravos revelaram suas necessidades em praticar uma vida saudável. Que beleza!

Comentários em blogs: ainda existem? (15)

  1. Conheço essa falta dehábito e já tentei dar cabo nela várias vezes. Hoje tenho 2 pesinhos de tornozelo e 2 de mão do lado da minha cama. Pelo menos 10 minutos de exercício antes de dormir eu garanto… às vezes. Beijão procê.

  2. Na verdade, se você beber até 200ml de água com gás, seu processo digestivo será mais eficiente. Mas o limite é 200ml, mais que isso já atrapalha, realmente…

  3. Meus horários são desregrados, como muitas vezes apressado, sou magro-palito e não malho (no máximo, faço uma caminhada de vez em quando). Ainda assim, sou mais saudável que muito marombeiro por aí.

  4. É preciso vencer a preguiça. (Mantra chave pra repetir antes de fazer a caminhada diária.)

    É preciso encontrar a justa medida, também. Quem disse que malhar te deixa marombado?

  5. Cuidar do corpo faz bem e é tão importante quanto cuidar da mente.

    Tu acha que o Roberto Marinho chegou aos 99 anos só por milagre e pirraça? Não, né.

  6. Veja só que curioso…
    Eu andava com os mesmos pensamentos de “vou levar uma vida mais saudável” por estes dias. Já retomei até o meu hábito de fazer caminhadas cada vez mais longas no calçadão (morar em Copacabana ajuda um bocado nesta parte). Por outro lado, tenho achado quase impossível dormir cedo (o que afeta severamente minha capacidade de acordar cedo também). Quanto aos meus hábitos alimentares, “estamos trabalhando nisso”. :D

    Boa sorte para nós, meu caro Marmota.

    Abraços do Verde.

    p.s. fiz um post inspirado no seu post, lá no Alriada:

    http://newalriadaexpress.blogspot.com/2007/04/sincronicidade-saudvel-para-um-duende.html

  7. Arre, já viu marmota magricela? Você tem que explicar pro cara que é o pêlo que faz parecer maior. Tosa a marmota procê ver como ela fica fininha.

  8. Seu post foi um bocado inspirador mesmo, meu caro. :)
    Lembrei um bocado dele enquanto fazia minha caminhada Posto 6 – Leme – Posto 6 hoje :)

    E tem mais uma coisa curiosa… eu TAMBÉM entrei no papo dos blogueiros profissionais. Apesar de não estar muito inspirado quando cheguei lá pela metade do post (a cabeça continua cansada), consegui parir um post em que ao menos organizo algumas opiniões (incluindo a sua) sobre o assunto.
    O post está em:
    http://newalriadaexpress.blogspot.com/2007/04/love-over-gold-blogando-por-paixo.html

    Abraços do Verde.

  9. Ser saudável é um estilo de vida! Nâo adianta tomarmos medidas saudáveis se não pensarmos de forma saudável. Trabalhar corpo ou mente… Por que temos que separar os dois? Eles fazer parte do mesmo conjunto! Parabéns pela proposta e boa sorte!

  10. oi precizei desse comentario de como ser saudável para a pesquiza do colegio da materia de educação fisíca ok outras pesquiza vou preciza ok e vc vai mim ajuda escrevendo mais

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*