Porque estamos no APSE do mundo digital…

Esta você já deve ter recebido por e-mail, mas vale a pena divulgar. Conheça algumas das pérolas, escolhidas a dedo entre as redações do Vestibular 2003 da Unicamp – Universidade de Campinas. Todas falam em evolução, mudança, progresso… Ou ao menos tentam. Um bom estímulo para quem, assim como eu, pensa que escreve mal…


“As mudanças ocorrem devagarosamente.”

“Dificilmente vamos encontrar mudanças ou progressos que são positivamente bons para ambas as partes.”

“Pode-se notar que o homem só conseguiu ir para diferentes lugares do mundo a partir dos primatas, que desenvolveram a roda, tendo como conseqüência a possibilidade de conhecer culturas variadas.”

“Desde a priori aos tempos remotos…”

“Antigamente ao bater uma carroça na outra dificilmente alguém morria, hoje após a evolução, milhares morrem em acidentes de carro.”

“O homem progrediu as custas de outros, como Frankstein, que deu vida a uma criatura, adquiriu a evolução mas não teve bom êxito com o monstro criado. Já que este monstro não tinha noção da sua força e deformação.”

“Pode até ser por acidente. Tropeçamos no progresso, caimos na mudança e levantamos na evolução.”

“Tudo vem dos seres vivos, até os seres não-vivos.”

“E o Homo Sapiens continua seu progresso: desmatando, poluindo e usando desinfetantes, só para dar cheirinho no seu banheiro.”

“Eu, particularmente, desenvolvi uma cabacidade de raciocínio e argumentação incríveis.”

“Como diz o ditado: é duro agradar a pobres e troianos.”

“Todos os seres evoluem, cada um com a sua evolução, pois somos todos individualistas.”

“O homem tem a capacidade infinita de evoluir, mas não sabe utilizá-la de forma segura e promíscua.”

“Os próprios seres humanos somos mudanças ambulantes.”

“A falta de consideração para com a natureza ocorre devido a falta de maturidade da cabeça e dos pensamentos humanos.”

“Somos a própria imagem da evolução refletida no espelho do progresso.”

“O mundo está reagindo as reações que o homem está fazendo.”

“Sonhamos com um mundo melhor, visto que o dinossauro cedeu lugar ao cachorro, gato…”

“Os aminoácidos foram os primeiros habitantes da terra…”

“Fazendo uma comparação das proezas do coelho que se reproduz em grande quantidade, os humanos já venceram com maior número populacional.”

“Segundo a terceira lei de Newton, na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.”

“A cultura mudou, os costumes mudaram, até os dentes dos nossos bisavós eram diferentes, temos dentes a menos.”

“Após cinco anos de sua introdução à sociedade, havia concluído dois cursos superiores e penetrado na vida política.”

“O macaco é descendente do homem.”

“FMI, gente que nunca veio aqui e nem sabe o que é sofrer…”

“O filósofo Nich do início do século já observava que a evolução gerérica teria que ser de forma moderada…”

“Porém o mundo anda em progresso as grandes maioridades das vezes.”

“Os maias, por exemplo, pouco se sabe sobre essa civilização, muitos acreditam que eles chegaram a tal ponto evolutivo que transcenderam. Ou mesmo as civilizações dos cristais que ocuparam o planeta há muito tempo atrás e que obtinham todos os seus poderes dos cristais.”

“Ainda não se sabe alcerto qual foi…”

“Estamos no apse do mundo digital.”

“Tivemos uma longa conversa de cinco minutos…”

“Hoje sou antropófago…”

“Anafaquistão, um país que derrubou as torres e que tem como deus um tal de Bilack…”

Agora fiquei na dúvida: não sei se eu acho isso engraçado ou triste…

Comentários em blogs: ainda existem? (5)

  1. Anafaquistão um país que derrubou as torres e que tem como deus um tal de Bilack… ~De que mundo saiu essa criatura? Algumas frases dá a impressão que se trata de um estrangeiro que não domina a língua portuguesa (pra não ter que acreditar que alguém termina o ensino médio dessa forma) mas essa… o cara é um ET!

  2. Ultimamente venho comentendo alguns erros de português inadmissíveis e isso me assusta. Será que isso é contagiante? Será que esse vírus tem origem no “ANARFAquistão”?

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*