Palhacitos

Rio de Janeiro (RJ) – A primeira vez que ouvi falar em “palhacitos” foi no final do ano passado. Era mais uma tarde normal, destas repletas de bom humor, abobrinhas e piadas internas. Esperava os clichês de praxe, como “dormiu com o Bozo esta noite?”, ou “cheirou acetona e fumou orégano?”. Então meu amigo Narazaki me surpreendeu com mais uma frase feita: “comeu Palhacitos hoje, foi?”.

Não acreditei que passei tanto tempo sem nunca ter ouvido essa. Palhacitos é um nome perfeito para definir qualquer gusoleima com preparados químicos capazes de abobalhar crianças de todas as idades. Fiquei imaginando qual o melhor produto para atrelar esta marca: bala, drops, pastilha, chocolate, salgadinho, cereal matinal, amendoim…

Não precisei pesquisar muito: para meu espanto, descobri que Palhacitos já existiu de verdade.

Lançado em 1992 pela Triunfo, Palhacitos era o biscoito recheado da alegria. “Venha viver o sabor e a fantasia! Tem o circo, o elefante, a foca e o leão; tem morango, chocolate e vitaminas”.

Comercial de Palhacitos

Podem me xingar: eu admito que não estava nesse mundo quando lançaram essa bolachinha. E pelo visto, o Palhacitos original não durou muito tempo. Provavelmente, alguma pesquisa qualitativa identificou o potencial uso da marca por tiradores de sarro…

André Marmota acredita em um futuro com blogs atualizados, livros impressos, videolocadoras, amores sinceros, entre outros anacronismos. Quer saber mais?

Leia outros posts em Curtas. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (10)

  1. Bom dia, André,
    Pode me dar um esclarecimento?
    Em que mundo vc estava? kkkk( no do Balão mágico?)
    Beijoss e bom fim de semana.

    “Podem me xingar: eu admito que não estava nesse mundo quando lançaram essa bolachinha…”

    “Lançado em 1992 pela…”

  2. Além de não ser chegada a doces, já não morava mais no Brasil. Gosto mesmo de comida de verdade, prato refeição e de chocolate, que não é comida, é nécta rdos deuses, ambrósia, como diria o Monteiro Lobato em sua obra infantil.

  3. ahah… pensei que era o codinome da trupe do Teatro Mágico (que por sinal se apresentou esta semana cá em são luís. é tipo um sarau de poesia do curso de letras misturado com performances do curso de artes. é. faltou só o ponche hehe).

    Quanto às bolachinhas, acabei de conhecê-las, in absencia.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*