O que você odeia nesse revival oitentista?

Bonn (Alemanha) – Perdido num cybercafé em Bad Godesberg, perdido em um teclado cheio de ös, äs, ?s, µs e ßs ? e sem til, dá tempo de colocar aqui o resultado da enquete anterior, sobre os anos 80.

A pergunta era: o que você mais odeia nesse revival dos anos 80? Dos 83 visitantes que participaram, 21 detestam lembrar das ninfetas que viraram quarentonas; 22 odeiam os cantores infames que hoje são cult, apenas quarto näo curtem programas antigos e enlatados decadentes da TV, por fim, 21 adoram os anos 80 de qualquer jeito, e 15 querem mesmo é reclamar de tudo.

Dito isso, vamos ao que intreressa: fiz boa viagem, e o final de semana aqui já está no fim!

Passei os últimos minutos escrevendo um parágrafo resumindo o final de semana e minhas primeiras impressoes sobre Bonn, mas esse cybercafé do Bin Laden nao é dos melhores… Da próxima vez, salvo antes. E economizo euros.

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Marmota pergunta. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (7)

  1. Até que enfim um sinal de vida! Eu já estava achando que nada estava Bonn por aí! [Ok. Eu sei que prometi parar com os trocadilhos infames… Esse foi o último]
    Beijo, André!

  2. Mas que surpresa legal! Poxa vida, nem avisa, hein…Hehehe.

    Aproveita bastante aí na terra da Copa, e depois nos conte as impressões! Bom proveito, cara!

    Abraço

  3. Tadinhooo!!! Fiquei imaginando sua cara de decepção quando perdeu o texto, ô dó. Poxa, será que dessa vez você vai lembrar de trazer um postal pra mim, André? Heim, heim? Beijo com saudade.

  4. Nossa, e eu fico alguns dias sem vir até aqui e quando venho você está na aí, na Alemanha! Nem deu tempo de desejar boa viagem!!! Bom, que ela continue sendo boa!!! Conte-nos tudo depois!

    Beijocas!

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*