Marmota Indica: Pinheirinho

Não sou especialista em gastronomia, nem trabalho para nenhum dos populares guias paulistanos. Em compensação, adoro jogar conversa fora com os amigos depois do expediente – normalmente, aproveitando para conhecer novos lugares. Todo mundo tem seu cantinho preferido. O meu atende pelo nome de Pinheirinho, palco de incontáveis happy hours, entre elas algumas inesquecíveis “festinhas” de aniversário.

Localização: ***BOM. Não tem como errar: é só seguir o caminho das baladas paulistanas, pela Rua dos Pinheiros. Mais fácil ainda se o motorista vier descendo a Rebouças: é só entrar na Maria Carolina e… Voilá.

Ambiente: **REGULAR. É um barzinho, portanto não vá esperando por grandes atrações. Aliás, não espere ninguém: a casa, aberta desde 1971, vive vazia. Fato que, para muitos, representa uma vantagem e tanto: o Pinheirinho é um lugar muito sossegado.

Atendimento: **REGULAR. Em situações normais, não compromete. Mas pense com cuidado antes de convidar 35 pessoas para ocupar as mesas: os garçons não estão acostumados com tanto movimento, e certamente vão enlouquecer. Além de demorar um bocado.

Acepipes: ****MUITO BOM. O Pacotão dos Amigos, bandeja de alumínio recheada de espetinhos, frituras e outros quitutes (acompanhando Narazaki na foto ao lado) com certeza está no meu “top five” na relação de petiscos. Perfeito para compartilhar com os convidados.

Preço: ***BOM. Na verdade, são preços justos para um barzinho. Em média, não costuma sair mais de 15 paus por cabeça (descontando as cervejas extras).

Avaliação geral: **** MUITO BOM. É a melhor opção para quem quer apenas discutir baboseiras, sem se preocupar muito com o alvoroço alheio. Quem quiser um pouco mais de movimento pode encarar bares como o Opção ou Prainha, todos na região da Paulista.

E você, também tem um boteco do coração?

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Marmota indica. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (6)

  1. Parece fazer o meu tipo, quero conhecer logo. Sossego, petiscos apetitosos… Enfim, perfeito!

    E essa foto do Nara olhando para o tal Pacotão dos Amigos está sensacional, hehehe!

    Ah, tenho vários botecos preferidos, depende da época. Atualmente, é o Boteco Seu Zé, na Mourato Coelho. Vale a pena!

  2. Po Marmota, mas esse Pacotão aí parece ser bom por demais, rapaz!

    E um lugar sossegado em São Paulo é difícil demais de achar.

    Aqui no interiorrrRrR, em Santo André, o point da moçadinha é a Rua das Figueiras.
    Mas não adianta, São Paulo tem lá seu charme.

    Pra quando tá marcada a próxima cervejada então? hehe

    Abraço!

  3. Puxa vida! Que linda essa bandeja de petiscos!!! Nham, nham…
    Tenho alguns bares do coração, como o Chega Mais, no bairro Alvorada, em Resende, e o Guela Seca, em Penedo. Mas nenhum deles tem no cardápio coisa tão apetitosa.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*