Lua nova determina o sexo do bebê?

A melhor resposta para uma das questões mais palpitantes da história da humanidade é: se vai ser menino ou menina, eu não sei. Se eu der um palpite, minhas chances de acerto são de 50%. E mesmo que eu adivinhe, cedo ou tarde esse novo ser humano pode até mudar de idéia.

Mesmo com o avanço da ciência e tecnologia, essa descoberta é feita quatro ou cinco meses antes, graças ao ultrassom. Ainda é muito. Há quem procure toda sorte de informações para “querer engravidar de um menino”, como se desse para escolher sem efetuar nenhuma modificação genética em laboratório. Há quem diga que o espermatozóide que carrega a informação “é menina” é mais lento, mas sobrevive mais tempo. Assim, se uma mulher tiver relações antes do dia fértil e fizer jejum, tem mais chances de ter uma filha…

A necessidade em tentar saber o sexo do bebê faz com que muitas crenças populares apareçam e se propaguem. Uma das mais conhecidas (e obviamente sem qualquer embasamento) é simples: some o mês da concepção, a idade da mãe e o tempo de gestação. Se o resultado der par, é menina; ímpar, menino. Isso quer dizer o seguinte: todas as mulheres que engravidaram em agosto, aos dezoito anos, e tiveram seu filho exatos nove meses depois, terão meninas. Bastante verossímil, não?

Mas tem um cálculo lendário que dá até para acreditar um tiquinho. Pinçado do não menos lendário Almanaque do Pensamento, uma das mais antigas publicações astrológicas do país. Desde a sua primeira edição, há mais de 90 anos, o anuário traz em suas páginas uma porção de explicações sobre a influência da lua sobre fenômenos na Terra, como ocorre nas marés. E segundo os antigos, a lua também exerce alguma influência na geração humana. Assim como a continha do parágrafo acima, sem qualquer comprovação científica.

A relação com o sexo da criança tem a ver com a aparição da lua nova. No caso do primeiro filho, leva-se em conta a data de nascimento da mãe: se a lua nova apareceu antes de transcorridos nove dias após seu o nascimento, a criança é do sexo feminino. Já com lua nova depois de nove dias, é homem. A conta para os filhos seguintes é parecida. Agora, toma-se a data de nascimento do filho anterior, levando em conta eventuais abortos. Lua nova antes de nove dias da data de seu nascimento, o próximo filho será de sexo diferente. Nove dias depois, o mesmo.

A única dificuldade em descobrir se a teoria funciona está em saber quando foi a lua nova em determinado mês sem precisar resgatar antigas folhinhas na dispensa. O Almanaque do Pensamento resolve o problema, trazendo um “calendário perpétuo da lua nova”. Não se perca na matemática: comece anotando a variável I:

se o ano for entre 1900 e 1999: 5,5
se for de 2000 em diante: 9,5

A variável II diz respeito ao ano:

00, 19,38,57,76,95:0
01,20,39,58,77,96:18,5
02,21,40,59,78,97:7,5
03,22,41,60,79,98:26,5
04,23,42,61,80,99:15,5
05,24,43,62,81:4,5
06,25,44,63,82:23
07,26,45,64,83:12,5
08,27,46,65,84:1,5
09,28,47,66,85:20
10,29,48,67,86:9
11,30,49,68,87:28
12,31,50,69,88:17
13,32,51,70,89:6
14,33,52,71,90:24,5
15,34,53,72,91:14
16,35,54,73,92:3
17,36,55,74,93:21,5
18,37,56,75,94:11

Finallmente, a variável III, o mês:

janeiro: 4
fevereiro: 5,5
março: 5
abril: 5,5
maio: 6
junho: 7,5
julho: 8
agosto: 9,5
setembro: 11
outubro: 11,5
novembro: 13
dezembro: 13,5

Para anos bissextos, use:
janeiro: 3
fevereiro: 4,5

Anotou os três números? A conta é: (I + II) – III. Se a soma de I e II for menor que o valor de III, some 29,5. O resultado, sem a casa decimal, é o dia da lua nova no mês correspondente. Se o resultado for 0, a lua nova foi no último dia do mês anterior.

Agora experimente fazer esse teste com a data de nascimento da sua mãe, dos seus irmãos… Ajude-me a confirmar se essa conta faz algum sentido. Ao menos aqui em casa, minha mãe teria, ao invés de dois filhos, duas filhas. Algo que infelizmente a frustra sobremaneira – apesar de, no fundo, o que importa é que a criança tenha muito carinho e cresça com saúde.

André Marmota formou-se jornalismo e ainda estuda o tema na pós-graduação. Mas o que importa é ter saúde, não é mesmo? Quer saber mais?

Leia outros posts em Faça fazendo. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (19)

  1. Tsc, tsc, tsc. De acordo com isso, minha mãe teria tido, nesta ordem:

    – Uma menina (que é meu irmão André, muito macho até onde sei)

    – Um menino (que sou eu! Muito fêmea, até onde eu sei também).

    – Uma menina (que é meu falecido irmão Daniel, que nasceu muito macho… agora, se iria de repente ter uma iluminação aos 20 anos e clamar por uma mudança de sexo, aí só Deus sabe… :P)

  2. Como tá dando resultado invertido pra todo mundo aqui, suponho que ao invés de menino terei uma menina… :P

  3. eu so´queria saber se é menino ou menina , mas não achei que era tão complicado assim , o geito e pagar uma ultrasom …. hehehheh queria economizar hehehe não deu !!!

  4. Fiz o calculo, com minha mãe, minha sogra, comigo, dos filhos nascidos todos deram exato… adorei o teste…

  5. Sempre acreditei nessa influencia da lua sobre a geração humana, tanto que quando engravidei dos meus 3 filhos sempre acertei o sexo, claro, confiando no resultado, até que… meu quarto filho não deu certo… segundo o teste era para ser uma menina( e eu tinha certeza que seria) mas a eco deu menino (o que me deixou feliz também) mas ai fiquei pensando… Será que tive algum aborto espontâneo?? Bom, o que sei é que a saúde é o que importa, o sexo é o de menos!!

  6. Fiz o teste com varias pessoas conhecidas e 99% deram certo! Descobri depois q os q nao tinham dado certo era pq houve aborto ou eu nao havia atentado para o ano bissexto! Adorei o site! Parabens!!!

  7. Bom não estava muito confiante com esse teste mas ele me deu a resposta q queria…rsrsrsrs
    Dai para tirar a duvida fiz com a minha mãe e juro deu certo.

  8. A forma mais simples e segura é somar a idade completa da mãe + o número referente ao mês da concepção (se foi em maio, 5, se foi em agosto, 8, e assim por diante) + 1. Se o resultado for par, será menina. Se der ímpar, menino. Essa regra tem uma exceção: se a menstruação e a gravidez ocorrerem no mesmo mês, inverte-se o prognóstico. Se for par, menino; sendo ímpar, menina.

  9. Aos que deram resultados invertidos um atrás do outro, lembrem-se que deve-se contar eventuais abortos, então um único aborto antes do primeiro filho já inverte toda a sequência, e como aborto nos dias atuais são corriqueiros e comuns, feitos a torto e a direito sem ninguém saiba, atentem para este detalhe.

  10. Eu fiz o cálculo e deu menino. No final desse mês eu faço o ultrassom e volto para falar a vocês.

  11. Que resgate, fiz muitos cálculos e raramente deu errado. Perdi o almanaque do pensamento que lançou esta tabela, se não me engano foi la pelo final da década de 1970. Ainda hoje algumas pessoas me perguntam se eu ainda faço os cálculos, por isso que resolvi pesquisar.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*