Existem super heróis na Internet?

Uma das áreas mais visitadas do site da Gazeta Esportiva.Net, durante muitos anos, foi o Mister GE, personagem fictício que respondia questões esportivas dos visitantes. Diariamente surgiam dezenas de novas perguntas, muitas delas facilmente respondidas após uma busca bem feita no Google ou em outras ferramentas.

Não é preciso super poderes para encontrar, por exemplo, a “tabela do campeonato brasileiro de 1972”, a “história completa do Corinthians”, “todos os campeões e vices nas Copas do Mundo” ou “a classificação final da Copa João Havelange”.

Normalmente, a prioridade do Mister GE era resolver casos curiosos, dúvidas que podem ser úteis a um número maior de pessoas ou mesmo algumas perguntas mais simples. Evidentemente, tinha sempre uma turma que abusa da boa vontade do super herói. Atenção para as questões abaixo.

parece o Sérgio Mallandro...“Gostaria de saber todos os resultados, datas, competições, enfim, os confrontos do São Paulo contra os times do Paraná em toda a história.”

“Mandem por e-mail o nome dos 22 jogadores das seleções de futebol da Holanda, Itália, Alemanha, França e Jamaica. Ah, e os números das camisas.”

“Quais torcidas tiveram a maior média de público nos Campeonatos Brasileiros em cada ano que foi disputado?”

“Você me conseguiria todas as datas e resultados do Torneio Início do futebol carioca de 1952?”

“Quero saber tudo sobre o Goycoechea, da seleção argentina, e sobre o Milla, da seleção de Camarões. Espero uma resposta rápida, para o meu trabalho de escola.”

Todas elas poderiam até ser respondidas, mas é possível identificar, na maior parte dos pedidos, uma estranha compulsão pela preguiça em pesquisar – como disse, não é difícil obter respostas na base do garimpo dentro da grande rede.

O tal fenômeno virou tema de dois artigos, um da Marinilda Carvalho, no Observatório da Imprensa, e outro, consequência deste, do José Paulo Lanyi, no Comunique-se. Os dois casos trazem uma análise psicológica dos internautas que, acreditando esbarrar com “super heróis”, são capazes de pedir “todo o material possível sobre o assunto tal”.

Graças ao sistema de links encadeados do Google, os blogs normalmente figuram entre os sites “mais valiosos” de pesquisa. Por isso, é provavel que, pelo menos alguma vez, você já tenha recebido algum pedido absurdo em sua caixa postal. Pessoalmente, até por influência da atividade paralela do antigo Mister GE, até faço algum esforço, dependendo do caso, para encontrar soluções.

Mas entre todas as possíveis dúvidas que perambulam pela rede diariamente, uma delas é facilmente esclarecida: não existem super-heróis na Internet. Espero não ter decepcionado ninguém…

(Postado em 04/12/2002. De lá para cá, o volume de gente em busca de “heróis” aumentou…)

Comentários em blogs: ainda existem? (8)

  1. Tenho a impressão de ter lido que você trabalhou em jornalismo cobrindo esportes.

    Por favor, me esclareça: Por quê o CAM se acha no direito de ser “Glorioso” se o únco “Glorioso” alvinegro é o da estrela solitária?

    Bom dia!

  2. Bom dia André!
    Boa semana, bom trabalho…e..
    será que vc poderia fazer o favorzinho de me dar umas dicas para q’eu possa descobrir quantas vezes o meu time já ganhou do botafogo???
    ahahahahahahaha
    bjos!

  3. Pois é, comigo aconteceram alguns casos assim, dos quais posso destacas dois: um rapaz que perguntava como ser piloto e outro que precisava de uma peça específica para um carro e queria retorno de qualquer jeito.

    Tem alguns que pedem pesquisas mais simples, como o horário de uma corrida, que dá até para achar no google ou na emissora da tv que passa. Mas tem outras coisas que é quase impossível responder. Eu preciso de um super herói para me ajudar a responder meus leitores, rs…

    Bjs

  4. Volta e meia o Alex Castro publica alguns desses pedidos doidos que ele recebe por email. É curioso mesmo… o que será que passa na cabeça desse povo?

  5. Na minha rápida e meteórica atuação como Mister GE me deparei certa vez com um internauta que queria saber a história completa do Corinthians pq estava fazendo um TCC. Advinha sobre qual tema? Claro, sobre a história completa do Corinthians…

  6. Como editor do Simplicíssimo por 4 anos e meio, recebi as mais variadas “consultas”, geralmente exatamente o que disseste: alguém com preguiça de fazer uma pesquisa e que quer tudo mastigadinho. Me arrependo de não ter coletado todas aquelas perguntas. Daria um ótimo post.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*