Eu também quero o Borba Gato na Avenida Paulista!

Em julho do ano passado, o mundo se curvou à beleza do Cristo Redentor, elegendo-o uma das novas sete maravilhas do mundo. Indignados com a possível escolha, os amigos Bá Assumpção, Bruno Vergueiro (publicitários) e Sérgio Campanelli (produtor musical) fizeram justiça com um dos monumentos mais ignorados e mal-falados do país.

Assim nasceu a campanha Vote Borba, em referência a indescritível estátua do bandeirante Borba Gato, na Avenida Santo Amaro. O “bagulho maravilha”, todo feito em ladrilho e pastilha, foi agraciado com um jingle e um vídeo sensacional, produzido pela Galeria Filmes e com a narração marcante do ator Paulo Cezar Pereio.

Borba Gato não era lá uma figura muito heróica. Acompanhou Fernão Dias e os bandeirantes em busca de riquezas; conheceu muitas índias, ajudando a povoar o estado de São Paulo; matou o fidalgo D. Rodrigo de Castel Blanco e fugiu para o sertão, onde passou longos anos até ser perdoado, fortalecendo a histórica impunidade brasileira. ajudou a povoar o país. Finalmente descobriu ouro em Minas Gerais, onde enriqueceu e morreu, com quase noventa anos.

Mas enfim, quem consegue lembrar dessa história diante do monumento que se ergueu na capital paulista? Vou mais longe: conheço pelo menos dois amigos que já indicaram o glorioso Borba como uma das principais atrações paulistanas.

Um deles é Lello Lopes, que decidiu ir além da simples recomendação e tratou de colocar Borba Gato em seu devido lugar. Reproduzo aqui o manifesto inaugural da campanha: Leve o Borba Gato para a Avenida Paulista:

“São Paulo não pode mais esconder as suas virtudes. Chegou a hora de enfrentar o seu destino como principal pólo turístico do Brasil. Para isso, a cidade precisar dar mais brilho ao seu grande marco, a belíssima estátua de Borba Gato, o Bagulho Maravilha.

Escondido nos cafundós de Santo Amaro, o nosso querido Borba é ignorado pelo grande público. Assim, está lançada a campanha Leve o Borba Gato para a Avenida Paulista. Ali, na esquina com a Consolação, ele seria de fato o grande guardião de todos os paulistanos.

Um exemplo de sucesso aconteceu em Paris, quando os franceses colocaram o Arco do Triunfo no meio da Champs-Élysées. Acontecerá a mesma coisa com São Paulo quando o Borba fora para a principal avenida da cidade.

Por isso, chegou a hora da sociedade se organizar e convencer as autoridades competentes de que o lugar do Borba é realmente na Paulista.

Pois eu já estou lá. E o Trotta também. Vamos?

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Faça fazendo. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (8)

  1. Credo, que mal gosto.

    Que deu em você???? Quanto bebeu???
    Tem certeza que está bem? Precisa de ajuda? Já mediu a febre?? Quer que eu chame um médico, um psiquiatra? Qualquer coisa, eu to por aqui, chame se precisar…

  2. Eba, ganhei link! Huahuahua!
    (comentário padrão Trotta)

    Pô, que ninja, vc fez a montagem que eu ia fazer, hehehe! Logo esse movimento vai ganhar o país. Quiçá, o mundo.

  3. Hahahaha, eu, hein… Só faltava mesmo o Borba Gato na Paulista para São Paulo – que agora até que começa a ficar menos feiosa – tornar-se absolutamente insuportável. Éca!

    :P

  4. marmota, são paulo ia ficar com cara de cidadezinha do interior com esse cara na paulista. tipo bem vindo. e ele tem uma cara de macho desgraçada! há há!
    lembra de mim? a mônica.
    bj.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*