Dois perfis de gente importante

No ar com a nossa seção de cartas, atendendo a dois pedidos da série “perfis de gente importante”.

André, eu esperava mais destaque para a morte da Dona Milú. Adilson Fuzo, via cometários

Não seja por isso, Adilson! A atriz Miriam Pires, que nos deixou no último dia sete de setembro aos 77 anos, nasceu no Rio de Janeiro e começou sua carreira nos anos 40, fazendo teatro. Foi uma das pioneiras da televisão brasileira – razão pela qual contabilizou nada menos que 44 novelas em sua carreira.

Miriam Pires e seu
último papel: Clementina

Miriam Pires estava no elenco de Senhora do Destino, atual novela das oito, no papel de Clementina, governanta de Maria do Carmo (Suzana Vieira). Foi protagonista da novela Meus Filhos Minha Vida, exibida pelo SBT nos anos 80 – no papel de Dona Luzia, tentava a todo custo reencontrar seus filhos em uma busca emocionante. Também atuou em Véu de Noiva, Irmãos Coragem, Senhora, Pecado Capital, O Casarão e, é claro, em Tieta, com a inesquecível Dona Milú e seu bordão não menos inesquecível: “mistééério”!

Sua brilhante carreira também foi marcada pelo cinema, onde atuou em 12 longas. O que fez mais barulho foi Chuvas de Verão, de Cacá Diegues, em 1978, onde vivia tórridas cenas de amor com o ator Jofre Soares. Fez também O Beijo da Mulher Aranha e Copacabana, seu último trabalho nas telonas. Antes de retornar à TV, despediu-se do teatro com a peça Quarta-feira sem Falta lá em Casa, ao lado de Beatriz Segall, montada no Rio e em São Paulo.

Clementina, a quituteira de mão cheia de Senhora do Destino, sonhava em lançar um livro de receitas durante a novela. Infelizmente, a toxoplasmose interrompeu sua participação na novela em julho. Mais do que isso, permaneceu internada por dois meses, antes de falecer. Vai deixar muita saudade!

André, gostaria de saber mais sobre o seu "irmão gêmeo" Adilson Fuzo. Maria Fuso, via e-mail

Não seja por isso, Maria! O jornalista Adilson Fuzo, que completou 29 anos em junho, nasceu capital paulista, onde batalha até hoje em sua carreira. Antes de ingressar na Faculdade Cásper Líbero, em 1996, fez de tudo um pouco – entre suas inúmeras profissões, destaque para sua próspera administração de máquinas de fliperama.

Adilson Fuzo e seu mais
recente papel: Renato Russo

Detentor de idéias brilhantes, não demorou para conquistar espaço dentro da Fundação Cásper Líbero, sendo um dos pioneiros na implantação do Núcleo de Internet da empresa, em 1997. Responsável pela seleção de novos estagiários, Adilson aceitou, a contragosto, a contratação de um jovem rapaz, em maio de 1998. “Não fui muito com a cara dele, parece meio metido”, dizia, referindo-se a André Rosa. Meses depois, a semelhança entre os dois caracterizou a dupla como “irmãos gêmeos”.

Apesar de tamanha versatilidade, teve dificuldades para concluir o curso. Contratempos diversos impediram-no de finalizar seu projeto final por três anos consecutivos – sua última chance, inclusive, foi motivo de chacota entre os amigos: “ele vai fazer um site esotérico do Adhemar de Barros jogando basquete”, lembram. Formado, calou a boca dos críticos ao atuar de maneira inesquecível em uma editora segmentada (auto peças) e, atualmente, em uma agência de comunicação.

Seu talento e imaginação resultaram em um dos blogs mais conhecidos da Internet brasileira – o Final do Fuzo, com desfechos alternativos para filmes. Membro da facção “Os Estúpidos”, é um dos responsáveis pela viagem da trupe a Florianópolis, em janeiro de 2003, e está no elenco do longa Os Estúpidos contra o Rei Medas, em fase de pré-planejamento. Projetos que foram abandonados momentaneamente por conta de outro, ainda mais audacioso: seu casamento, em dezembro. Vai deixar muita saudade…

André Marmota formou-se jornalismo e ainda estuda o tema na pós-graduação. Mas o que importa é ter saúde, não é mesmo? Quer saber mais?

Leia outros posts em Alô Marmota. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (3)

  1. Poxa! Acabei de ver minha vida passando subitamente diante de meus olhos!

    Obrigado pela homenagem!

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*