Chegaram os spams nos comentários do MMM!

Perfeitamente, amigos visitantes: posso garantir que você chegou a um grande site da web! Sim, pois grandes sites já tiveram problemas em seus servidores, pararam por conta da manutenção do sistema, já foram hackeados por algum desocupado e… sofrem com spam! Neste final de semana, registramos os primeiros casos: todos os posts desta primeira página receberam mensagens padrão de um cassino virtual, já excluídos.

A notícia já foi dada aqui no MMM no último dia 8 de novembro: os comentários dos blogs se tornaram alvos dos spammers, em especial aqueles que utilizam Movable Type para gerenciar seus posts. Não é exatamente uma propaganda direta: a idéia dos engraçadinhos é aproveitar os blogs para tornar os seus links populares aos olhos das ferramentas de busca.

A raiva aumenta a medida em que novos casos aparecem, ao mesmo tempo em que encaramos com certa frustração as soluções previstas pelos desenvolvedores. A versão 2.66 do MT, por exemplo, apresenta recursos como um intervalo de tempo mínimo para comentários vindos do mesmo endereço IP, além de usar redirecionamentos para evitar a série de links semelhantes e sua presença no topo do Google e seus amigos.

E vão mais longe. A versão 3.0 do Movable Type, em fase de ajustes, terá um polêmico item de série: apenas visitantes previamente cadastrados poderão comentar no blog. Outras soluções, como a elaboração de uma “lista negra” de comentaristas, são apresentadas no site da Six Apart, empresa criadora do MT.

Particularmente, acho que qualquer uma delas lembra aquela velha parábola do sujeito com febre, que resolve o problema quebrando o termômetro. Infelizmente, toda aquela utopia envolvendo democracia, troca de idéias e discussões abertas estão sendo minadas por um bando deefeeadapoota.

André Marmota formou-se jornalismo e ainda estuda o tema na pós-graduação. Mas o que importa é ter saúde, não é mesmo? Quer saber mais?

Leia outros posts em Bloguiado. Permalink

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*