Blogs para acompanhar o Mundial

Digamos que você tenha tempo de sobra e TV por assinatura em casa. Ótimo! Você terá uma overdose de jogos e matérias alusivas ao Mundial como nunca se viu. Refestele-se no sofá, segure firme seu controle remoto e aproveite todas as maravilhas da tecnologia ao alcance dos seus olhos. Agora, se você não tem televisão à cabo e só vai assistir aos jogos pela Globo, ou pior, vai passar boa parte do tempo na labuta, só resta o computador e a Internet.

Diante dele, você certamente vai passar por muitos sites esportivos, que também vão caprichar na cobertura do Mundial. Afinal de contas, em que outro lugar você vai saber que a loira que agarrou o Ronaldinho ouviu uma cantada, ou que os orangotangos da Coréia ajudaram na divulgação da Copa, entre outras informações imprescindíveis?

As outras notícias, sobre quem ganhou, quem perdeu, o que foi visto ou dito por aí, enfim. Todos vão escrever cada qual do seu jeito, mas sem nenhuma novidade. As entrevistas serão feitas nas zonas mistas ou em coletivas – menos as da Globo – e assim todo mundo terá em mãos a mesma informação. Diante disso, onde estará o grande barato da Copa?

Nos blogs, claro! Quem já entendeu como a ferramenta funciona vai explorar como puder a relação direta de seus autores com os leitores, possibilitando inúmeras discussões, opiniões e impressões diversas sobre a competição. A seguir, seguem meus bookmarks para o Mundial – e se você conhece algum blog bacana relacionado à Copa, não deixe de indicar!

Experiência internacional – Imagine um blog diferente para cada uma das 32 seleções. Mais dois blogs específicos para arbitragem e outras notícias. Todos mantidos por fãs em diversos países do mundo, inclusive do Brasil. Tudo reunido num único endereço, e em inglês, um idioma praticamente universal. Isso é o World Cup 2006 Blog, talvez o mais audacioso entre os blogs sobre a Copa.

A idéia partiu dos responsáveis pelo BootsnAll Travel Network, que formam uma rede de viajantes independentes (mochileiros) pelo mundo. Apaixonados por futebol, três membros desse grupo lançaram um blog temático em 2002. Logo fizeram sucesso e atraíram a atenção da mídia e do público no mundo todo. Para esse ano, os caras contam com a ajuda de colaboradores do mundo inteiro. E pela origem dos comentários, fica muito fácil perceber que a Copa realmente movimenta o planeta inteiro.

Dia de jogo do Brasil é feriado – A campanha é do Batendo Bola, um vídeo-blog criado pela agência Espalhe (a turma do Copo Vermelho) e apresentado pelo Daniel Sollero, sob a alcunha de Cerezo, com muito bom humor.

É simplesmente a coisa mais sensacional que já poderia ter sido feita às vésperas do Mundial. E a campanha que pretende deixar todo mundo em casa para torcer pelo Brasil faz todo sentido – além de ser um excelente chamariz para o site. Não entendo como é que ninguém fez algo semelhante ainda.

Torcedores viajantes – Quer outra forma de produzir conteúdo diferenciado sobre o Mundial? Junte alguns torcedores, entregue-os uma câmera digital e conexão à Internet e monte um blog, transmitindo ao público a sensação ambiente que poucos órgãos de imprensa vão ter tempo para fazer. Uma dessas iniciativas é descrita pelo Eduardo Lins nesta coluna para o Webinsider.

O texto diz respeito ao Reality Cup 2006, que deve ser um dos muitos blogs que se propõe a cobrir a Copa sob a ótica do torcedor. O Eduardo é um dos 12 viajantes do projeto, que pretende reunir vídeos, podcasts, fotos e textos. O direcionamento do site é semelhante ao de um “reality show”. Nos mesmos moldes, o CorreioWeb, site do Correio Braziliense, colocou no ar o blog do torcedor. Rodrigo e Tadeu, ambos com 22 anos, já estão na Suíça e escrevem diariamente suas impressões.

Claro que não foram idéias exclusiva deles, e nem a mais criativa. Cinco estudantes de Natal fizeram um planejamento para ficar na Alemanha por três semanas – vão perder o jogo de abertura e as semifinais. Mas tudo bem, eles não compraram pacote, nem conseguiram ingressos. Os cinco da Copa devem circular pela Alemanha num motorhome (por que não tive essa idéia antes?) e desembolsar cerca de R$ 6 mil pela aventura (convenhamos uma merreca). Obviamente, a turma vai contar toda a aventura num blog, hospedado na DigiNet.

Jogadores blogueiros? – Opa, como não? Quem saiu na frente foi o MSN, como já dissemos aqui, trazendo blogs de jogadores que estarão em campo na Alemanha. Saíram tão na frente que os blogs do holandês Edgar Davids e do brasileiro naturalizado alemão Kevin Kuranyi, que não vão à Copa, nasceram à toa. A coisa toda carrega um ar artificial: só de olhar para o blog do Ronaldinho Gaúcho, que assim como todos os craques, escreve em português, em espanhol, em italiano, em alemão, em inglês, em francês e até em holandês… Blé.

O Terra também convidou membros da comissão técnica para blogar. Roberto Carlos e o preparador físico Moraci Sant´anna mantêm fotologs no portal. E a Deutsche Welle, do coração da Europa, chamou Giovane Élber, ídolo na Alemanha e atual atacante do Cruzeiro, para falar sobre Copa do Mundo para o serviço web em português da rádio internacional.

Só tem quem tem UOL – O portal mais conhecido do Brasil, que um dia ainda sonha em virar Google, criou alguns e selecionou outros blogs alusivos. Dois deles já escrevem sobre futebol há mais tempo e vão pegar carona na Copa: o Juca Kfouri e o José Roberto Torero. Outros dois seguem a experiência feita em Atenas, durante os Jogos Olímpicos: os enviados especiais tomam conta de um e a redação de esportes, de outro.

Ainda dentro do UOL, mas ligado à Folha de S. Paulo, o Eduardo Vieira da Costa, editor de esportes da Folha Online e enviado especial, também abriu o seu, aos moldes dos outros blogs da Folha – como a Soninha, que também deve comentar a Copa do Mundo.

Os caras de sempre – Além do Juca e do Torero, vale consultar a turma que já se dedica ao futebol, independente do Mundial. O Ubiratan Leal, do Balípodo, é obrigatório. Ele também escreve no De Primeira, um dos mais tradicionais da rede, e vai escrever no Verbütsfussballbloge, o blog da Copa do Verbeat (que ainda tem Idelber, Milton Ribeiro e grande elenco). Por fim, anote aí o blog do Alex Bellos jornalista inglês e especialista em futebol brasileiro.

Por fim, o ressurgimento de um dos maiores sucessos de 2002: o Eu Odeio o Galvão Bueno está de volta. Resta saber se o apelo vai ser o mesmo de quatro anos atrás.

Para os seus bookmarks – Longe da esfera blogueira, guarde estes dois endereços interessantes. O primeiro, em alemão, traz o mapa das sedes das 32 seleções durante a Copa. Quartier-Ort é onde estão (ou estarão) hospedados; Trainingsgelände é onde vão treinar; Spielorte são os locais dos jogos na primeira fase.

O segundo, de autoria do Luiz Fernando Bindi, traz a pronúncia do nome dos jogadores de cada uma delas. Chváinstáiguer, Shiévtchenco, Djeong Rruán Ãn, entre outras pérolas.

André Marmota pode perder um grande amor, um amigo de longa data ou uma oportunidade de trabalho... Mas não perde a piada infame. Quer saber mais?

Leia outros posts em Marmota na Copa. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (4)

  1. “…onde estará o grande barato da Copa? Nos blogs, claro!”
    O André é o mais ufanista dos blogueiros!

    Bom, vamos comentar. Do ponto de vista INFORMATIVO, tenho certeza de que todos nós estamos muito bem servidos (e até saturados), já que toda imprensa mundial está obsecada por nos manter informados.
    Por isso, acho que quem tem um blog deveria tentar deixar de lado as notícias sobre a Copa e tentar fazer algo diferente, como o “Eu odeio Galvão Bueno”. Se for para chover no molhado e escrever o que todo mundo já sabe, é melhor desencanar do blog e ir ler um bom livro.

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*