Ator de Roliúde fica possssesssso com jornalista!

Mais uma vez o acéfalo aqui (antônimo de cinéfilo) vai tentar falar de cinema, inspirado nesta informação da Reuters, enviada pela Claudinha. O ator Jorge Clone, aquele do Plantão Médico e do Oceans Eleven – um dos poucos onde o bandido se dá bem no final, até porque só tem bandido no filme – ficou chateadinho ao ouvir de um jornalista turco que seu novo filme, Solaris, é chato.

O ator reagiu de forma contundente. “Você é engraçado mesmo. Você teve vontade de se levantar e ser mala, foi isso? Sentiu vontade de se levantar e dizer alguma coisa negativa. Que idiota! Francamente, que coisa chata de se dizer!”. Tem mais. “E você, faz muitos filmes? Gostaria de ver você fazer um filme primeiro, antes de falar sobre isso. Que idiota!”.

Como não vi nem esse filme, tampouco a primeira versão (considerada uma obra prima), não dá para dizer se é chato ou não. Mas segundo a notícia, a história já merece o nosso Troféu Joinha. Jorge Clone é um psicólogo enviado a uma estação espacial, que gira em torno de um planeta chamado solaris, recoberto por um oceano galáctico rico em energia. Sua missão: investigar uma série de mortes estranhas nas redondezas. Tudo leva a crer que o tal oceano seria um cérebro gigantesco que conduz experimentos psicanalíticos com os viajantes espaciais enviados para observá-lo. Para melhorar, Jorge Clone ainda se encontra com a reencarnação de sua mulher.

Agora sim fiquei com vontade de ver! Só depois vou engrossar o coro do jornalista turco, em bom português mesmo.

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Plantão Marmota. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (3)

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*