A guerra acontece aqui…

Muito se fala no possível conflito entre EUA e Iraque, discutimos a necessidade de uma guerra – não apenas em suas consequências mais evidentes, ligadas a destruição, mas principalmente seus cortes mais profundos, em nossa atual sociedade globalizada. Muito importante, claro. Ao mesmo tempo, e infelizmente, somos obrigados a encarar a possibilidade de outra guerra, essa na porta da nossa casa…

Em pleno Carnaval paulistano, três engajadas facções nacionalistas, quer dizer, torcidas organizadas, protagonizaram uma cena que poderia ser facilmente explicada na Colômbia, no país Basco ou até em Bagdá. Mas foi em São Paulo. O conflito envolveu as torcidas Independente, do São Paulo, Pavilhão 9, do Corinthians e Mancha Verde, do Palmeiras. Não vou detalhar o que de fato aconteceu, leia você mesmo aqui.

Vale lembrar apenas que três pessoas morreram, e ainda que estivéssemos falando em uma guerra, motivada por um motivo qualquer, não se justificariam. Nesse caso, não foram mortes em razão de um ideal separatista, por petróleo, dinheiro… Aqui não há razão alguma, e não venham dizer que “as cores do meu time” é um motivo lógico.

Entre tantas análises feitas por antropólogos, sociólogos, governantes ou policiais, vou deixar aqui apenas o alerta do promotor Fernando Capez, durante entrevista na tarde deste domingo ao repórter Agostinho Teixeira, na Rádio Bandeirantes de São Paulo: “tudo aquilo que combatemos nos últimos oito anos pode estar voltando”.

Tenha medo. Muito medo.

Comentários em blogs: ainda existem? (5)

  1. Nossa…que vergonha…:(a violência do mundo eh algo que…me deixa sem palavras…lamentável!Beijo pra vc Marmota…e boa semana!

  2. Mui triste isso… Tanto pelo que “brigar” em nosso país e o povo vai brigar por causa de time que deveria ser uma diversão… :-/Bjocassssssssss

  3. É no mínimo ridículo o que vem acontecendo nessa semana. Às vésperas da maior festa popular do Brasil assistimos à sete mortes no carnaval paulista (sim além dos trës mais dois executados em Diadema e outros dois em frente a Rosas de Ouro) e o tráfico fechar mais uma vez as portas no Rio de Janeiro.Selvagens bárbaros bandos de uma gangue é o mínimo que podemos falar. E pensar que torcida do São Paulo foi a única que não compareceu a uma reunião das ditas organizadas na semana passada.E pensar que a impunidade continua neste país que impõe cotas para esconder algumas ditas injustiças sociais. E pensar que uma pessoa foi assassinada em Prudente durate um trote na Unesp…..Quer saber: Pensar demais enlouqueceVamos tentar curtir Carnaval com a propaganda de camisinha da Kelly Key e ainda a Eguinha Pocotó…..AbraçosNarazaki

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*