2003/2004: minhas férias começam aqui

Dizem os foliões mais afoitos que um ano só começa mesmo após o Carnaval. Decidi levar isso em conta ao adiar meu relato de férias no MMM justamente para essa semana. Enquanto a maioria dá um bico no estresse caindo na avenida, faço o mesmo por aqui, rememorando o meu período de folia – entre 28 de dezembro e 2 de fevereiro.

Para quem ainda se lembra do meu “diário de bordo” elaborado no último final de ano, esqueçam o formato. Como já tive a chance de escrever aqui, a minha “temporada” 2003/2004 foi a mais enriquecedora de todos os tempos – seria insano descrever um novo dia-a-dia. Além do que, graças aos maravilhosos recursos de edição, posso ignorar totalmente a parte cronológica ou mesmo “cortar” a parte ruim das férias, preservando nos próximos dias apenas o que merece ser compartilhado com nossos quinze visitantes diários.

Começamos nossa viagem no interior paulista, com dois genuínos bate-e-volta: o primeiro em Sorocaba, nas primeiras horas de férias, e o outro em Ribeirão Preto, num sábado, dia 17 de janeiro. De lá vamos direto para Pelotas, sinônimo de reveillon em minha vida há exatos 26 anos. O lugar é sempre o mesmo, mas as histórias – e as pessoas – mudam sempre.

Ainda dá tempo de passar um final de semana em Porto Alegre com dois grandes amigos, ou mesmo molhar os pés na água salgada da maior praia do mundo – o balneário do Cassino, em Rio Grande. Antes de aproveitar os últimos dias de descanso no Rio de Janeiro, ainda dá tempo de conhecer Gramado e Canela, região que não perde seu charme típico de inverno, mesmo em pleno verão.

Nossa viagem por tantos lugares interessantes, ao lado de pessoas maravilhosas e repleta de histórias inesquecíveis, está começando. Algumas regras precisam ser observadas: mantenha seu cinto afivelado enquanto estiver sentado diante do monitor. Em caso de despressurização ou piadas fracas, máscaras cairão sob suas cabeças. E por mais estranho que possa parecer, seu assento serve como bóia em caso de pouso forçado na água… Tenham todos uma boa viagem!

André Marmota tem uma incrível habilidade: transforma-se de “homem de todas as vidas” a “uma lembrancinha aí” em poucas semanas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Especiais do MMM. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (2)

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*