Pega-pega

Pega no ganzê. Pega no ganzá. Pega no funiculi. Pega no funicular. Pega no Borba. Pega na mentira. Pega na veia. Pega na vassoura. Pega no batente. Pega na enxada. Pega no pesado. Pega na cozinha. Pega na estante. Pega no baú. Pega na lancheira. Pega no chicote. Pega no pé. Pega na mão. Pega no tranco. Pega no msn. Pega no skype. Pega no telefone. Pega no flagra. Pega na chaleira. Pega no carro. Pega no aviao. Pega no caminho. Pega na praia. Pega no campo. Pega no teleférico. Pega na geladeira. Pega no sofá. Pega na cama. Pega no chuveiro. Pega no colo. Pega no peito. Pega na cintura. Pega no bumbum. Pega no compasso. Pega na cabeça. Pega no tambor. Pega na boneca. Pega no balanço. Pega no oba. Pega na espada. Pega no meu. Pega no seu. Pega pra valer. Pega pega pega, pega pega pega pega, já peguei.

André Marmota fala, lê e escreve razoavelmente em português castiço, engrish macarrônico e portunhol com legendas. Quer saber mais?

Leia outros posts em Curtas. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (4)

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*