Parceria com o meu blog? Não, obrigado.

Fazia muito tempo que não chegava algo como “uia, que maneiro, bota o meu link aí?”. Imaginava que, com o passar do tempo, as pessoas percebessem como é que as relações entre blogs se estabelecem.

Descobri que não é bem assim. A mensagem impessoal que recebi abaixo poderia ser de três, quatro anos atrás.

Olá, tudo bem?

Gostaria de saber se existe a possibilidade de relacionar o link do meu blog (http://meublogpontocom.com) juntamente com o seu (http://umsitequalquer.com), estou iniciando o processo de parcerias e ainda os acessos tem muito o que melhorar, mas certamente estou conseguindo vários parceiros ainda teremos muitos acessos! E estarei relacionando seu excelente e criativo blog.

Por favor, entre em contato, creio que essa parceria é ótima para ambos os lados e iremos prosperar cada vez mais em nossos blogs.

Aguardo seu contato, e desculpe o incômodo.

Infelizmente não consigo ser um sujeito estúpido ou mal-educado. O máximo de grosseria que consegui redigir foi:

Tudo bem, meu chapa?

Não entendi seu e-mail. Você fala em relacionar o link do seu blog (http://meublogpontocom.com) juntamente com o meu (http://umsietqualquer.com), e manda dois endereços (nenhum deles é o meu, então não sei qual é o seu). E você fala em "início de processo de parcerias"?

Bom, deixa eu dizer porque eu não entendi. A palavra "parceria" normalmente diz respeito a um acordo comercial, a uma troca. Assim: eu te dou uma coisa e você outra. Nós dois ganhamos com essa relação. E eu não tenho nada pra te oferecer, porque meu site é simplesmente um blog.

E num blog você não tem relações de "parceria". São relações sociais. Você se aproxima de autores de blogs, troca idéias comuns, estabelece contato com pessoas que pensam como você e forma microcomunidades. E isso acontece com naturalidade: você visita um blog, comenta, pergunta alguma coisa pro autor, vai conversando... E assim todos se aproximam.

Se existe alguma relação comercial com blogs (e existem mesmo) é entre autores e outras "entidades", como Google AdSense, Mercado Livre, Submarino, Buscapé, enfim. Estes sim são parceiros. Mas eles não contribuem em nada com o volume de acessos. Aliás, eu até posso colocar um link perdido em algum lugar do meu template, mas eu garanto a você: isso não vai refrescar nada. Para conseguir acessos interessantes, você vai ter que estabeler relações sociais.

Acredite em mim: a maioria das pessoas que ainda mantém um blog não vê outros blogs como parceiros, mas sim como pessoas. Enxergue dessa forma e você vai descobrir como prosperar.

Boa sorte!

Pior que o blog do cara é até bacaninha… Mas enfim, ele não precisa de pessoas como eu: ele quer parceiros.

(Postado em 02/06/2006, e ainda é extremamente atual. Estes dois links do Edney deixa esse ponto de vista bem claro.)

André Marmota dialoga muito com o passado, cria futuros inverossímeis e, atrapalhado, deixa passar algumas sutilezas do presente. Quer saber mais?

Leia outros posts em Alô Marmota. Permalink

Comentários em blogs: ainda existem? (28)

  1. Uma vez uma moça entrou no meu blog e colocou um comentário genérico. Aí eu combinei (ou conclamei, acho que estava com mania de grandeza naquele dia) com todos os oito visitantes de todo mundo entrar no blog da moça e botar o mesmo comentário, linkando pra qualquer coisa maluca. Foi bacana. A mulher ficou supertriste, perguntando o que ela tinha feito.

  2. Muito boa sua resposta, Marmota. Eu também penso assim. Mas tenho um feeling que ele não entenderá a sua mensagem…

  3. What a…? “estou iniciando o processo de parcerias”??? Incrível como o tempo passa e as pessoas não amadurecem o comportamento na internet.

  4. esse tipo de comentário realmente diminuiu com o passar do tempo, mas ainda é comum. Recebo vários de blogs que dizem lutar por uma boa causa e precisam de divulgação, na maioria das vezes são temas ligados a saúde como doenças específicas. Mas é como muita gente diz, você precisa encontrar o público do seu blog, conhecê-los e participar de discussões.

    Imagina se fossemos ler cada placa que colocam na nossa frente?

Vai comentar ou ficar apenas olhando?

Campos com * são obrigatórios. Relaxe: não vou montar um mailing com seus dados para vender na Praça da República.


*